Mais um desfavor…

do brogui desfavor.

”Sofredores patológicos”
(se quiserem descobrir por si mesmos, é só entrar neste brogui, procurar por este post e depois ir para a sessão de comentários)

Empatia é muito simples de entender. Se eu quero o meu próprio bem então eu vou desejar o mesmo para o outro, não apenas desejar mas praticar, sem problemas não é**
Não, tem problema sim, porque o outro pode não ser recíproco. Se não ocorre a reciprocidade altruísta, dependendo da sensibilidade da pessoa, poderá acabar com o seu dia (no mínimo) e essa situação acontece a toda hora porque se somos diariamente irracionais, alguns menos do que outros, então não pense que será diferente do que uma sucessão de desastres de todos os níveis.
Então, se voce chorar opressão masculina, sendo uma mulher, branca, estrangeira, de classe média alta e solteira (ou seja, ainda mais rica do que se tivesse família constituída), esperar-se-á, por lógica, que desejará a mesma justiça e empatia de tratamento a outros grupos, correto****
Não, não. ‘Mesmo’ para pessoas que demonstram elevada capacidade cognitiva, esta tabuada simples de interação, ainda não parece ter sido internalizada ou mesmo, parece difícil de ser, por razões mais ulteriores.
Faz algum tempo que resolvi comentar quase que diariamente neste blogue ou site ”desfavor”ecido. O resultado não foi muito bom porque como eu sou MUITO honesto (mas não pra tudo, apenas para aquilo que defino como de significativa importancia) sempre gostava de dar as minhas opiniões, incluindo aí as mais contextualmente polemicas. Chegou um momento em que um dos dois blogueiros oficiais decidiu criar um post especialmente dedicado a mim, cheio de inverdades populares sobre diferenças raciais em inteligencia. Neste post, eu fui apedrejado virtualmente por um grupo de acéfalos raivosos, que se dizem acima da plebe brasileira, os famosos ”bm”s, os brasileiros médios. A sim, com certeza!! 😉
Por um lado eu me vi em uma situação um pouco constragedora e especialmente naquela época em que era menos autonsciente e sábio, de dar valor as coisas que realmente valem apena e tentar entender o mundo de maneira diplomática, holística e detalhista. No entanto, eu acabei re-constatando aquilo que já havia percebido já em outros debates ”calorosos” com acéfalos. Foi bom!!! Quando se discute com idiotas, apesar dos insultos desnecessários (que podem ser gentilmente retribuídos) e da histeria costumeira, pode-se sair desta situação de maneira altiva e confiante de que se está no caminho certo.
Voltando ao tema ”empatia básica”. Uma moça rica (para padrões locais), solteira e que clama por melhor tratamento e respeito por causa de sua condição como ”mulher” (e não está errada por causa disso), simplesmente solta esta na sessão de comentários
Anonimo disse
”Muitos adotam a criança ainda recém nascida sem saber que é especial as vezes só percebem depois. Acredito sim que existem raras pessoas desprendidas e não interesseiras que acaba adotando essas crianças, reparem que quem não é adepto ao sofrimento lida bem com a situação e não sente dó ou pena de si próprio e nem fica se achando o supra sumo da bondade. Mas tem gente que gosta de cuidar da vida de alguma outra pessoa então pra esse tipo de pessoa faz muito bem em adotar criança especial, desde que cuide bem.”

Desfavorecida disse

”Desculpa, mas eu acho que adotar uma criança com deficiência é procurar problema para si, de modo a justificar outras coisas preexistentes e se vitimizar para ter todo o ganho secundário que isso gera. Não que a pessoa perceba o que está fazendo, mas inconscientemente, só um ganho secundário muito forte move alguém a atrair uma situação assim. Não é bondade.”

E a moça estrangeira, branca, de classe média alta e solteira, que clama ”respeito e educação” ainda tem a completa falta de lógica ao soltar esta pérola aí de cima. Bem, então vamos perguntar quais que seriam as atitudes jurídicas a serem tomadas, será que deveríamos jogar esses ‘estorvos’ no lixo***

Se pudéssemos exemplificar metaforicamente como que se dariam essas sucessivas, constantes e predominantes atitudes e ideias contraditórias que reinam absoluta entre os seres humanos, então nós poderíamos nos imaginar como pessoas que estão a todo momento tropeçando nas próprias pernas na tentativa de andar de maneira correta. Com certeza, este comentário infeliz merece o premio de ”dos mais frios do ano de 2015”.

Não interessa a inteligencia, nem bom humor, nem nada. Se é capaz de escrever isso e não percebe (ou pior, não liga, acredita que está certa) a completa falta de coerencia empática (eu quero pra mim, mas não quero para os outros…. que mereçam… desde que todas as variáveis potencialmente conflitivas estejam idealmente normatizadas) destas palavras duras, em relação a um dos grupos mais vulneráveis de seres vivos, aqueles que não tiveram a sorte de nascerem ”lindos, inteligentes e bem sucedidos”, então deveria voltar para Kirchneristão se odeia tanto este lixo de país (hihihihi, eu também) cheio de macaquitos. Merece uma meia suja na boca por escrever esta frase abjeta, mais um DESFAVOR… do brogui desfavor.
E pasmém, a moça ainda é formada em direito. Bem dizem que pra ser advogado, voce precisa ser um pouco psycho (sem querer generalizar, como se 100% dos advogados fossem assim, claro que não, é óbvio, mas é preciso sempre frizar).
Anúncios

Tags:

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: