Mais tempestades e tremores d’alma

Do anjo ao demônio, da empatia à razão

Fazer o bem?? Vamos todos então, só que poucos te entenderão. Vives a contemplar a sabedoria, espelhares teu espírito, em anestesia, a toda a realidade, podes ver o simples e o porquê de sua contorção, o homem está nu pra ti e não é por segundas intenções, és preciso em suas maquinações, de repente se alucina, sente, percebes donde o erro brota, chamam-lhe o pervertido, mas quem faz o mal não é meu amigo, é o verdadeiro, o descabido estúpido, que não podes ver toda a pintura, bela, soturna, complexa e simples, podes gravar todos os passos da bailarina, em seu único rodopio, seu peão é o tempo, passado, presente e o que vem pela frente,
Nasceste um anjo, e terminaste demente de humanidade, de tão demasiadamente, sabe reconhecer os de ti, sabe reconhecer reflexos de espelho, de alma,
Tornaste o vilão, o próprio diabo, o peso do juízo, estão todos a afogar e você se sobressai alado, a observar, congelado pelo ar, frio desta montanha melancolia, tua identidade a te contestar como uma filha a um pai, quem sou eu, quem são eles, por que és tão diferente?? Por que está sempre ausente, solitário no meu pensamento,
Empaticamente, racional, que podes fazer o bem forte e enfraquecer o mal, mas quem liga, são todos boçais, tocando tambores de horrores, são todos uns animais, alguns são seus senhores, não podes fazer nada, tu não és ninguém, és um sonhador incompetente, um narciso que ainda não quebrou o espelho, que poucos vêem, não é interessante para a destruição coletiva chamado massa, que atropelam qualquer um que esteja a sua frente, não é um encantador de crinas inconscientes, não está aqui, teu corpo frágil sim, teu espírito apenas sobrevoa a terra, vermelha, humana ou verde, amarela, cor de sede, tu tens fome de ação mas se perde em seu palacete de emoções, de sensações e percepções. Não é fatalismo, é a razão. Não crie expectativas e talvez…

Tempos distantes, pensamentos discrepantes

Para o astuto, não existe o amanhã, só o agora que importa, ele tem noção da irrelevancia de se ruminar sobre noites que ainda serão dormidas ou ações que ainda serão realizadas, se realmente acontecerão. Está preocupado em vencer pequenas batalhas, que resultarão na vitória de uma guerra. Seu maior talento é a auto conservação, é o constante melhorar, seu pensamento dá um razante acima daqueles que pensam muito no antes ou no depois, e mesmo naquele que é um pouco familiar. Mas não basta o pensar prático e sem talento, é preciso ser mestre do próprio movimento, do cheque mate, do manipular. Quer aquele que sonha e sempre sonha quando se está fora do lugar, quer aquele que está sempre preso ao passado, sem o respeitar, porque para faze-lo, se deve aceitar, tratar com amor e tempero o seu acúmulo de vivencias e percepções, a pequena e levada sabedoria, chamada astúcia, que não tem a sua seriedade, se usa como uma prostituta da oportunidade, que encontra brechas onde não há, para aquele que pouco uso faz de sua inteligencia. O astuto faz, e muito, usa o cérebro mais que tudo, é seu bíceps a trabalhar. Chega antes de terminar, dá muitas voltas em seus oponentes e com um sorriso ardente a estampar, é uma brincadeira inconsequente com muitas dores a cultivar. A sabedoria sem freio, o trem que anda rápido demais mas tem um passageiro a lhe domar. Mas quando o fogo não pode ser controlado, uma hora ele vai te queimar, pode ter certeza, sua brincadeira tem hora certa pra acabar. Sabedoria não é o brincar, ainda que em partes também seja, mas principalmente a harmonia, é a própria vida e sempre a busca do sossego ao invés do conflito, se antecipar mas criando e inovando, a união perfeita da criatividade e seus pulos, com a razão e seus muros de humildade, não pode passar mais do que isso, fique aí por agora e respeite minha ordem.

O astuto sempre vence mas perde para a sua velocidade ascendente e descontrolada, quando se perde na própria jogada.

A velocidade do pensamento. o natural e o esforço

O pensamento mais orgânico e rápido de nossas mentes se chama intuição. de tão veloz, muitos os chamam de inconsciente ou inspiração. mas se esquecem que sua velocidade é de perder o fôlego, de tão rápido, não podemos perceber. o esforço foi feito antes de se conseguir nota-lo. pensamentos naturais brotam de nossa personalidade e de nossa cognição. não tem como para-los, vem do instinto. são reações que expressam nosso pensar, nosso bem ou mal estar. em alguns pensantes, quando há febre, as ideias nascem sem parar e as regurgita em versos únicos ou ensaios de estudar profundo, todo o fenômeno a rodear.
alguns pensamentos podem ser seguidos, pode-se senti-los, do nascimento ao parto, nosso útero cerebral. o pensamento consciente e esforçado se baseia no preparo, para melhorar. onde se antecipa à naturalidade, porque se fazem intervenções. antes de nascer quente, em convecção, se manipula, oh indigente, e se produz um castiçal, um produto. educar para memorizar. especializa-se visando no trabalho que irá encapsula-lo. nada disso é criativo, nem sábio. é cognição sendo dada, para plantations  a sustenta-la, chamado civilização. decorar é a nova lição, estéril em esplendor, repetitiva em sua ação. são correntes de uma grande engrenagem. a antitese da naturalidade intuitiva é o esforço em vão, é tentar ultrapassar fronteiras da própria razão, é ter esperança que a decepção é só um mal necessário enquanto que é o fim inicial, tenta-lo é desafiar os mais primordiais principios da criação, a inteligência. talentos podem brotar, mas somos únicos e ainda cabemos em subgrupos. se não pode aceitar isso,me desculpe, mas mude de profissão, se estiver em algum campo onde que se sabe em sabedoria que  este espectro, entre o natural e o esforçado, é um fato consumado, baseado em percepções de pensamento abstrato e de concreto.

Sem querer querendo

eu invado reputações, e as destruo, eu sou um hacker de espíritos, eu não posso evitar, o faço quando acho que deve ser feito, tem de ser plausível, fazer sentido, merecer… aí estraçalho, tudo o que guardei sem querer, é jogado contra a parede, a sina de quem nunca esquece.

A minha reaçao é viver
eu sou tão atordoado pela angústia de existir, que a minha reação é viver, mais do que qualquer um, mais do que eu poderia, mais do que desejaria, eu faço de maneira irracionalmente racional, não meço passos de dança, pulo até suar, até feder, porque eu quero viver, eu estou vivendo, intensamente, melancolicamente, euforicamente, vendo sóis se porem e noites se escurecerem, o meu fogo é baixo, mas arde, é como uma picada de formiga, ninguém dá nada por ela, acha que vai passar, mas demora uns 3 dias até parar de doer, é pequeno mas é valente, teimoso, não apaga por qualquer coisa… a hiperrealidade é por deveras pesada, mas eu continuo com meus músculos e bíceps existenciais a mante-la em suspensão, esta é minha reação, viver.
Blitz de emoções e todo dia é dia de ser…
Nasci as 7 da manhã, acordei diferente, mais fechado, mais alérgico, interpreto o que há em minha pele, aquilo que penso ser a minha persona mais grata, dou um valor a mim mesmo e internalizo emoções que não são minhas, eu sou o sol dentro de um corpo, sou Deus brincando de humano, sou a razão fechada em uma jaqueta, descasca-me oh ternura, me faz sentir o frio vento da noite escura de agosto, aqui, onde o cruzeiro do sul é mais risonho, de camada em camada, eu me encontro, meio selvagem, meio diplomata, uma cascata de sensações através de um espelho onde me vejo, sempre sendo, e deixando de ser, sede por desejos,  inconstante, mesmo nos detalhes mais escondidos de minha pele avermelhada, falho e defeituoso, que mutou demais, que não passou na fila da apatia funcional, oh santa normalidade, que ao me desprezar, fez-me imortal desde a tenra idade, a me vigiar, tal como a mãe que ama em despero o rebento mais rebelde, a mulher, a presa personificada em leitosa maternidade, mesmo quando alimentaste um glutão, o amaste, sem qualquer reflexão, não é mecanica, não é mais homem, mais máquina, é exagerada-mente humana. Amanhã quem sabe, meu destempero possa relevar-me diferente, mais guerreiro, mais sensual e galante.
O silencio da serenidade
O céu e o seu despertar preguiçoso, o ouvir da vida renascendo, o cheiro de noite se esvaindo rente ao sol imponente, rindo e convincente, ”eu vou te esquentar”, música do coração, a conexão, parar um pouco e respirar profundo, este agora é meu mundo, ‘eu sou o rei”, ”eu sou a minha felicidade”, estou melhor sozinho, quando estou acompanhado por Deus a sussurar palavras sem forma em meus ouvidos, ”sinta e agradeça”, eu obedeço sem diretrizes estabelecidas, me estabeleço e penso com meu amigo, meu caráter, ”por que não podem sentir** isso é tão bom!!!”, sereno toque de uma paixão, de entender tudo, mesmo sem entender, sabe que é assim que tem que ser e deixa, entre o acordar e o estar acordado, a nossa vida se restabelece, a pseudo-morte, de sonhos e pesadelos, ou um cochilo de um dia inteiro, desce e levanta forças para mais um dia, ”Adeus cama, te vejo mais tarde”. Bom dia café, senti saudades, meu caro!!

Tags:, ,

Sobre santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

BARRETO Automotive / Desde 1988 / Entregas 24 HORAS

ATENDEMOS TODAS AS SEGURADORAS / LUBRIFICANTES / RODAS / PNEUS / RETÍFICA / CÂMBIO AUTOMÁTICO / TAPEÇARIA / PELÍCULA / POLIMENTO E CRISTALIZAÇÃO / LAVAGENS / HIGIENIZAÇÃO / REFORMAS / FUNILARIA / OFICINA / GUINCHO / CHAVEIRO / BLINDADORA / IMPORTADORA / EXPORTADORA

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia Blog

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

REBLOGADOR

compartilhamento, humanismo, expressividade, realismo, resistência...

%d blogueiros gostam disto: