Tolerância, o mediador unitário do comportamento humano

Eu quero o doce agora e não daqui a uma semana, eu ainda posso negociar, mas o mais provável é que me decida já. Sou friamente ansioso, sereno. Não sou neurótico, mas levemente paranóico. Tolerâncias, à dor, à cócegas na palma dos pés, ao escrutínio alheio ou a observação coletiva, de uma apresentação, tolerância à provocação, ao insulto, à tentação de comprar sem ter dinheiro, ou de roubar, sem respeito ao suor alheio, especialmente se for de um irmão de classe, de um semi escravo familiar, da modernidade.
A tolerância é o mediador unitário do comportamento humano, tudo passa por ela. A tolerância à exposição de contas matemáticas, de historias abstratas, metafóricas de filmes iranianos, a tolerância à solidão, a melancolia, ou à festas cheias de amigos e de decepçao. A tolerância pelo aprender de um abecedário inteiro ou de perecer em algum lugar no meio, sem ter chegado na praia z. A tolerância ao ódio, à reação desmedida. Não se herdam genes apenas, ou melhor, para que se entenda, se herdam limites de tolerância, dos mais diversos tipos de comportamentos. Se herdam possibilidades, algumas que se mostram sem sobriedade, no primeiro ato da peça, outras que podem ser alcançadas, depois de muito esforço e de promessas. Não se pode desenvolver aquilo que não se herda. Se não tem o pergaminho de Tao, mas tem o de Confúcio, talvez se possa desenvolve-lo com base no impulso ou no empenho. Nunca na reza. Talvez se tenha talento suficiente, ou pode nascer sortudo com um fio desencapado e aprender muito sem ter feito nada de consciente, porque não é necessário que a razão esteja presente quando se vive ciente de si. Intuição é entender e perceber a própria natureza, se antecipar aos próprios pensamentos, ver neles uma qualidade de atitude e de complexidade, a mais simples, por favor. Alguns herdam paixões indecentes, outros recebem o pulso firme e veemente, não sai dos trilhos e segue em frente.
Tolerar, mas isso pode variar, a minha irritação não será a mesma que a do papa, só tendo um mapa, pra estimar, estamos todos previsíveis, se conhece um irmão ou um vizinho, e se vê poucas ondulações de seus espíritos. As vivências são únicas, a maneira de sentir é indescritível, você não poderia saber como que eu me sinto, nem eu de você. Mas isso não prova que somos porosos, meu eu não é pequenino, é tudo de mim, se é influenciado  não é porque o meu redor é seu senhor, é porque aceitou, mesmo se perceber, quem reage somos nós, temos vida e esta se choca com aquilo que está fora desta clausura de alma, nossa consciência. O livre arbítrio ou criatividade prática, é limitado porém visível e possível. Mas não escolhemos por sorte ou sem motivação, porque nos dirigimos, nosso corpo é nossa razão. Nossos cérebros não são uma massa de modelar, já existem modelos prévios a procurar. Se há espaço para certa atividade ou atitude, ele poderá ser preenchido. Se não há muito o que expandir, esta se fará contida. Existem limites e potenciais, não somos infinitos, nem somos todos iguais, mas estamos um pouco plásticos em nosso portar. O social é complexo, mas não podemos superar nossas próprias fronteiras, rios e mares nos impelem de prosseguir e nos transmutar. E mesmo que tenha uma vontade, oh meça, precisa se dar dentro desta carapaça velha e amarga.

Anúncios

Tags:, , , ,

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: