Mais pensares…

Lança o olhar, o bote

A cavucar pingos de Brahman, saltar sem qualquer panorama, antes, o olhar, o bote, cheira perigo, se ascende e morde, dentes e segura o fôlego, em breve, tu vens me atacar, eu replico no teu olhar, meus olhos brilham, se prepare, seu covarde, tua liberdade, eu vou cortar, asas de Santo, de um vigário malandro, eu te conheço, não penses que não sei, tua mentira eu disfarcei, uso-a como vigília do teu erro, verdades ei de dize-lo, te deserdo e no aperto, eu vencerei, não tenho medo, eu sou como tu, mas melhor, disto estou certo, indiano em desespero, casta fúnebre do teu rei, tu és um homem sem lei, franze atesta, admite que ganhei, de novo, neste jogo de pensar como um corvo, não te aliviarei.

Sonho, um lugar comum de estórias sem sentido

Se sente, quase ausente a lógica dos eventos,
O que acontece aqui dentro ó, em minha cabeça grande, é ignóbil, sonhos puros de um trajeto, minha estória sem estar nele, o narrador como o primeiro, a pessoa a vivenciar algo que está em sombras de confusão, uma certeza que é apenas mundana,  acordar e sorrir, éé, meu caminho é Este aqui, o meu, o véu da noiva noite o faz sorrir, ao abrir dos olhos, o Sol nasce, a coruja dorme e tu renasce, que vida foi aquela que encarnaste?? O sonho e seus mistérios, que bela arte, a consciência de não estar ali, mas de fazer parte, por que tu gargalhaste?? É verdade!!

Um pé lá, outro cá

Criança, mortal, aí de mim!!
Arrogante e pedante, uma jovem sina,
Seus poucos anos a postular, EU SOU!!
Cara criança de face branca, então, tu não és!! É um bezerro desmamado, ainda vai ser!! Podes crer, mas eu ainda serei!! Dizes a mim?? Eu sei. Serás o que me transformei. Tenho muito mais memória e sabedoria, tu nem sabes, ainda aprenderá muito, sabia??
Claro, mas tens inveja disso aqui. Olhe pra ele, lembra-te?? Eu posso acaricia-lo e senti-lo. Mas já passei por sua perda, agora o esperarei aqui e depois, vou ama-lo pra sempre, cultiva-lo como uma bela jasmim, meu cão amigo, eu entendo, eu sei que já te perdi,
Não amola, não inventa, eu ainda estou aqui, não me dê sermão, eu entendo, é hora de dormir!!
Eu sei que vais sonhar com um pesadelo, verás mil faces e mil pernas a te encobrir, um oceano de opressão vai sufocar a sua razão, vais gritar por mãe e lamentar por esta sensação,
Meu amor é eterno, ele está no meu coração, não te lembras? Eu nunca esqueço. Mas não me peças para dizer sobre endereços. Meu lembrar é como o luar, é preciso e verdadeiro. O irrelevante eu logo deixo prosseguir para o teu esquecimento.
Boa noite criança que eu vi crescer, que eu fui.

Anúncios

Tags:

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: