O ser humano não é apenas a sua biologia, mas também é a sua interação com o meio…. e Intelecto e idade mental

Confundem-se fatores genéticos com fatores ambientais. Fatores ambientais como o próprio nome diz, são fatores circunstanciais, o conjunto de fatores que interagimos, sofrendo ação ou reação, de curto a longo prazo. As intempéries que estão ”fora de nossos corpos”. Os fatores ambientais se dividem em

– fatores ambientais puros ou meramente circunstanciais

– fatores ambientais biológicos

Os fatores ambientais biológicos se relacionam com a interação direta com nossas biologias, como ”bater a cabeça e sofrer uma injúria cerebral”, engordar, entrar em depressão depois de sucessivos eventos extremamente negativos e possivelmente a epigenética que se manifesta durante a gravidez, ainda que eu duvide que tenha um grande papel na modificação dos organismos e acredite que mediante uma tendencia geral de padrões ou padrões mundiais (por exemplo, síndrome de Down pode se manifestar em todas as raças humanas), os ”defeitos” de todas as ordens e níveis também possam ser diretamente herdados.

Portanto, a técnica de interação ou cultura neurológica, a combinação constante entre a sua biologia e a reação a ação sofrida por meio da interação com as múltiplas variáveis de nosso cotidiano, também são fatores substancialmente importantes que tem efeitos consideráveis em nossas vidas.

Fatores ambientais + predisposição genética (e ou biológica) = técnica de interação.

O produto é tão importante quanto os elementos que o produziram.

 

Intelecto e idade mental

 

A capacidade de pensar de forma lógica.

Uma pessoa muito inteligente: uma pessoa cujo intelecto é bem desenvolvido. (dicionário Merriam Webster)

Segundo este texto da Psychological Today, o intelecto seria a capacidade de identificar e analisar, memorizar, e categorizar … as características físicas e as implicações de qualquer coisa ou evento é percebido pelos sentidos, trazendo assim um de compreender os fatos objetivos do: processos mentais racionais que constituem “saber” a situação externa.

No entanto, o autor está usando a definição de ”cognição” para  o ”intelecto”.

Eu redefini, possivelmente com a ajuda daquele comentarista do site The Phora que a cognição se consistiria no ato instintivo de auto-conservação em relação ao fenomeno ação e reação. Todos os seres vivos são cognitivamente inteligentes, mas apenas o ser humano que é intelectualmente inteligente.

O mesmo texto define inteligencia  como uma faculdade mental em seu próprio direito em uma função da consciência, tomar um além dos fatos, como tal, para sugerir significado ou propósito, e determinar o curso de ação a ser tomada.

A minha definição para intelecto não é a mesma que a de cognição, porque o intelecto se basearia na personalidade inteligente, na capacidade de aplicar a cognição de maneira racional, sob os mais diversos angulos ou perspectivas, assim como também de níveis.

Apenas por esta definição, eu já posso pensar na ideia de que o intelecto possa se relacionar com idade mental.

Outra definição recorrente para o intelecto (que se baseia no famoso big five) entra em leve conflito com a minha definição por  basear-se na ideia de que o mesmo se refira a capacidade de pensamento abstrato, imaginação ou criatividade e abertura para experiencias.

Talvez, nós possamos entender o intelecto como um conceito multidimensional que não precisa ser aplicado ou entendido apenas de uma maneira. O intelecto seria a inteligencia per si, porque não é apenas uma cognição reativa, mas também reflexiva, investigativa, ”experienciativa”… enfim, o alargamento do tempo de reação que por puro instinto se baseará apenas na resposta a ação (defensiva-agressiva).

Se o intelecto é a capacidade de manipular a cognição e se quanto menos instintiva forem nossas respostas, mais moderadas e sábias elas serão, então o mesmo, talvez, possa ser relacionado com a idade mental ou caráter, mediante esta perspectiva, obviamente.

Alguém com elevada idade mental caminhará para ter também um elevado intelecto, porque terá a destreza de manipular as suas respostas reativas em relação as intempéries ambientais, das mais diversas maneiras (criatividade prática ou ”sobrevivenciabilidade”) e não apenas por meio de instinto puro e seco.

Anúncios

Tags:, , , , ,

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: