Mais uma compilação de pensamentos de temas aleatórios

1- Sábios, uni-vos!!

A cultura altera as pressões seletivas. Se deseja que as pessoas sejam como voce, então

– tenha filhos com um conjuge que se pareça contigo…

– dentro de uma comunidade endogamica (mas sem exageros ok**)…

e crie uma cultura de compensação para manter as pessoas sábias dentro desta comunidade…

Todas as ”religiões” nasceram e  funcionam desta maneira. Viva a prática da sabedoria ou filosofia (de maneira correta) mas tenha em mente que uma cultura natural não pode ser transplantada na mente daqueles que a renegam sem pestanejar.

2- A diferença entre criatividade e desinibição cognitiva comum.

Criatividade: todo mundo pode fazer associações remotas e pode ser um ”criativo recreativo” mas apenas o criativo genuíno que pode fazer associações remotas de valor e que podem ser úteis na sociedade ou para si mesmo.

3- Paranoia, fobia social ( o sociofóbico), memória fotográfica para reconhecimento de faces e empatia.

Todas essas variáveis estão conectadas. Acontece da seguinte maneira. A profunda empatia e a memória fotográfica para o reconhecimento de faces podem fazer as pessoas dotadas destes apetrechos, mais objetivas em relação as suas interações interpessoais. Pessoas conscienciosas e honestas são assim, buscam por amizades objetivas, por irmãos de mente e não apenas ”por fazer”, tudo deve ter uma razão, um sentido, inclusive a amizade. O excesso de preocupação tanto em relação as opiniões alheias assim como também em relação ao tratamento que voce dá aos outros pode ter como resultado (especialmente se os fatores ambientais ou de interação não forem favoráveis) a fobia social.

4- Todos os animais tem consciência. A diferença entre cognição e inteligência e entre consciência e auto consciência.

Consciência é a sensação permanente corporal intuitiva ou de pertença a um espaço organico, a sensação consciente de pertencer a um espaço, a um corpo, de pseudo-prisão.

Cognição é a técnica de auto-conservação por interação direta, ação e reação e por intermédio do predomínio da consciencia do corpo, portanto, o uso do corpo como técnica de interação e sobrevivencia. O atrito do meu eu em relação ao espaço e posterior resposta direta, ”apropriada”. A inteligencia animal é o seu corpo. A inteligencia humana é principalmente a sua mente.

A inteligencia já pode ser concebida de maneira hierarquicamente pura como a autoconsciencia que está quase que exclusivamente presente entre os seres humanos, ao menos em seus níveis mais evoluídos. Não é apenas a consciencia do corpo mas a capacidade de reconhecimento deste corpo (autoconsciencia primitiva ou inicial) e capacidade de reflexão. O pensamento humano é mais complexo porque comparativamente falando se caracterizaria por seu ”comprimento” mais alargado, um espectro mais variável entre a ação e reação. Isso se chama reflexão. Se o ser humano pode refletir intensamente sobre o seu meio e sobre si mesmo (obviamente que o termo ”humano” aqui está sendo usado de maneira generalista visto que as pessoas apresentarão diferentes desenvolvimentos quantitativos nesta capacidade primordial), ”o eu” que está contido dentro do meio ou ambiente de interação, então ele pode modificar a reação de maneira que possa não ser direta ou ”apropriada” a ação correspondente. Esta possibilidade única se chama ”livre arbítrio”.

Inteligencia e autoconsciencia são praticamente como sinonimos, especialmente no que diz respeito ao autoconhecimento. O auto conhecer e posterior escolha cabível ou mesmo incomum (criatividade) para a interação adaptativa (integrativa) com o seu meio. A possibilidade de ”aprender” certas técnicas ou ”conhecimentos” que a educação está especializada, se assemelha a ideia de ”adestramento”, prática corriqueira entre animais não-humanos que foram domesticados.

O pensamento reflexivo equivale a uma resposta instintiva só que em camera lenta.

5- Como complemento do pensamento anterior.

O idiota útil e o Reino animal.

A maior parte dos animais não humanos seriam como os idiotas úteis,impulsivos e anti-sábios. Instinto ( resposta reativa irreflexiva) e auto consciência ( resposta reflexiva).

O pensamento profundo, a curiosidade intelectual e a busca ”pela verdade” ou para entender profundamente a realidade.

Animais também vivem suas lavagens cerebrais naturais. As formigas sãoformigocentricas, alienadas dentro de suas próprias realidades ”alternativas”. Isso nos leva a ideia de que autoconsciencia e empatia seriam como duas das mais viscerais demonstrações de complexidade mental humana, mais do que a própria ”inteligencia”, ou seria melhor, cognição.

O pensamento humano mais reflexivo é uma profunda evolução mental.

6- Características psicológicas são cognitivas também.

Palavras apenas, palavras pequenas, palavras, ao vento…

7- Energia cerebral, não adianta ter um Cérebro, também é importante saber usá-lo.

Epistasia fisio-cognitiva 

Energia cerebral, anomalias da configuração cerebral ou configuração cerebral cognitivamente assimétrica em um cérebro simétrico, funcionamento desigual e mais enérgico do cérebro na produção dos fenótipos criativos especialmente o criativo contínuo.

Energia cerebral é tão ou mais importante que qi (este então nem se fale) e tamanho de cérebro porque não adianta ter uma cabeçona, também é preciso saber usá-la.  No pensamento número 11 voces verão o desdobramento da ideia de energia cerebral que eu já trabalhei em textos mais longínquos.

8- Anomalias cranianas. As semelhanças entre o crime e o brilho.

Anomalias cranianas a energia e a Raiva do criminoso e do genio.

Voltando a minha ideia metafórica sobre o funcionamento do cérebro como a de um aqueduto ou qualquer outro sistema de distribuição de trabalho (água, energia…).

Cérebros com morfologia e lateralização anomalas caminharão para expressar uma cultura neurológica igualmente incomum. Pense no pensamento como uma confluencia de energia, produzida desde o processo de respiração (inspiração e expiração) até a construção e exteriorização do mesmo, verbal, não-verbal ou escrita.

Cérebros comuns tem

menos energia

menos neuronios

menor complexidade para pensar e construir abstrações

menor velocidade para a produção de um pensamento complexo (tempo de reação mental processual ou capacidade de inferir observações pertinentes e interessantes em um curtíssimo espaço de tempo… ainda que nem todo pensador complexo lento será ”menos esperto”) .

Cérebros bem lateralizados e de superdotados comuns ou termites tem

mais energia

mais neuronios

maior complexidade do que os cérebros ”comuns”

maior velocidade (maior conectividade inter-hemisférica)

mas expressarão maior equilíbrio…

As respostas, reações mentais ou pensamentos dos cérebros comuns tenderão a ser triviais… ou caracterizadas pela elaboração de observações simples.

O mesmo acontecerá com os termites ou superdotados comuns, onde que haverá uma maior complexidade de potenciais respostas, no final de um espectro de complexidade em comparação aos cérebros comuns.

Em compensação, os cérebros incomuns tenderão a desenvolver uma constancia de respostas ”aberrantes”, a exteriorização de sua morfologia. E essas respostas serão em média, contextualmente falando,incomparáveis ou fora do espectro de normatividade de tempo de reação processual ou de pensamento complexo.

Como eu já disse em um post semelhante, a criatividade se consistiria principalmente no pensar diferente e para faze-lo  existe a necessidade de ter um cérebro que possa expressar esta diferença nele ou a partir dele.

Os cérebros dos mais criativos, especialmente dos genios criativos, se caracterizaria pelo pensar diferente em alto nível, enquanto que para outros grupos menos cognitivamente poderosos de outsiders, este pensar se daria em um nível qualitativo menor, mais próximo daquele que é costumeiro entre os tipos normativos de seres humanos.

9- O preconceito negativo em relação a opiniões pessoais ou observações de padrões dentro do cotidiano ou bancar o cientista por si próprio.

” Eu tenho um amigo que é negro e é muito inteligente… Portanto, a sua teoria de que os negros SÃO menos inteligentes que os brancos não faz sentido”
Esta é uma típica opinião pessoal equivocada baseada em uma captura intelectualmente preguiçosa de padrões do cotidiano.

Elitismo academico

”Nós somos os detentores do conhecimento porque -estudamos-”

Mas o conhecimento pode ser produzido por meio de

– percepção

– lógica (intuitiva)

– prática

Nem todas as observações pessoais que serão ”anedóticas” ou ”não-científicas” ou ”que serão incompatíveis com a ciencia” porque observações pessoais, mesmo aquelas que estarão equivocadas, são a prática da ciencia per si ou busca pelo conhecimento, que fazemos a todo momento, quer queiramos ou não.

Mesmo o exemplo acima, não está inteiramente errado, porque nada está, visto que apesar da negação de uma realidade abstrata factual, a discrepancia (hierárquica, ou seja, a partir de um parametro comparativo e não-hierárquica, apresentar diferenças sem a necessidade de equiparação tal como um maçã é diferente de uma pera) de intelectos entre duas coletividades ou variações demográficas humanas, o hipotético debatedor acertou ao apontar para o fato de que NEM todo negro será menos (técnico-complexo e intelectual) inteligente do que TODOS os brancos. E nós podemos acertar mais ao lhes mostrar que ninguém tem culpa disso, foi ”a  natureza” por intermédio da seleção ”natural” ou ”cega” (instinto e a merce de muitas intempéries ambientais) que nos fez assim.

10- Conhecimento imprescindível pra vida: lógica ( não apenas a matemática) ou racionalidade, psicologia, geografia, filosofia e história.

História é imprescindível para

não aceitar acusações sobre aquilo que não fez,

lamentar o passado de escrotices (passado**) ‘da” humanidade,

lutar por seus direitos como um indivíduo e não como parte ”organica” de um grupo populacional.

Psicologia é imprescindível para

aprender a lidar com as pessoas ou ao menos tentar entende-las,

entender a si mesmo,

lutar contra as suas predisposições comportamentais negativas ou que possa identificar como negativas,

ascender o fogo interior da racionalidade e tentar a mitigação de um número máximo possível de conflitos evitáveis

A filosofia é imprescindível para

praticar a sabedoria por meio do autoconhecimento literal (e não apenas místico),

praticar a justiça,

praticar a empatia genuína (combo justiça’+’ honestidade),

praticar a transcendencia pessoal in loco, se ao se conhecer muito bem, poderá buscar pela felicidade ao invés de esperar arrebatamentos involuntários.

A geografia é imprescindível para

aplicar a biologia, a filosofia, a psicologia e a história, de conhecer o ambiente onde vive… e a geografia plena ou ”interação homem-ambiente”, só pode ser feita com base no conhecimento ou na busca do conhecimento de todas essas disciplinas.

A racionalidade ou lógica é imprescindível para

manter os seus pés firmes no chão, de terra barrenta, de humildade mas também de positividade ao saber que tudo não passa de um sonho hiperreal,

aplicar a harmonia ou confluencia harmonica, funcional em todas as interações, observações e reflexões de eventos, fenomenologias ou sistemas, abstratos e literais-fisiológicos.

11- Novamente a triarquia da genialidade: uso globalmente eficiente do cérebro= gênios Alto qi. Uso assimetricamente intenso ou ” intensa energia cerebral ”= gênios criativos, especialmente os descontínuos

E o pseudo-paradoxo do cérebro simétrico que produz uma configuração assimétrica e como consequencia um perfil cognitivo de igual natureza.

12- Memória incomum de pessoas altamente criativas

Aprofundamento e ênfase ou ímpeto natural, intrínseco para combinar ideias distintas ou para solucionar ‘problemas’. Amnésia em relação aquilo que não é interessante. Novamente, o verdadeiro hiper foco….

13- A diferença entre o apreendido e o inato e o papel do princípio filosófico natural da autoconservação.

Inato se refere diretamente a inteligencia genotípica enquanto que o apreendido se refere a inteligencia fenotípica ou a nossa capacidade de construir sistemas de crenças factuais ou factoidais e usá-los a nosso favor, das mais diversas maneiras (mentes filosófico-poéticas poderão faze-lo de maneiras mais ”anti-naturais”).

O apreendido se dá com base na acumulação de informações, pessoalmente percebidas e ou construídas ou retidas a partir do trabalho dos outros, se a educação nada mais se baseia no resumo destas percepções.

Ainda que ambos sejam complementares, visto que o apreendido preenche o potencial inato, outros fatores poderão ter um impacto nesta relação e faze-la menos óbvia e linear como parece funcionar.

O potencial ou inato se relaciona diretamente a cognição e a enfase nos pontos fortes desta cognição como método de sobrevivencia de curto a longo prazo ou princípio filosófico-naturalista da autoconservação.

14- Raça mental e raça fisiológica: os judeus como a única ”raça” ou proto-raça ( variedade) humana predominantemente mental ou enfatizada em características mentais.

Novamente a teoria dos dois rios.

Ainda que apresentem semelhanças fisiológicas típicas, os judeus, particularmente os ashkenazis, são acima de qualquer outra suspeita, uma etnicidade com enfase mental (cultural, filosófica…. eugenica-egoísta). As variedades humanas mais ”evoluídas” dão maior enfase a seleção de atributos mentais ou cognitivos do que fisiológicos, estes últimos que denotam especialização natural, o papel do ambiente no molde dos organismos que estão mais contextualmente adaptados.

15- Cognitivo não é o mesmo que intelectual.

Cognitivo deriva da palavra cognição enquanto que intelectual deriva da palavra intelecto.

A cognição é a capacidade de realizar determinada tarefa com base no pensamento puramente instintivo. Reagimos a determinada tarefa ou desafio com base em nossa máquina organica mente-corpo. O aprendizado precoce de um jovem prodígio em matemática não é um aprendizado intelectual (reflexivo, perceptivo) mas cognitivo e não será um aprendizado, no sentido de superar a própria biologia cognitiva, mas no sentido de aprender a esticar o seu elástico de maior potencial ou ”mais elástico”.

Todos os animais tem cognição, como eu falei anteriormente (e o Ixion também), apenas o ser humano ”tem” ”inteligencia”, que nada mais seria do que o aumento ou alargamento do tempo de reação a partir de uma ação ou instinto esticado.

Anúncios

Tags:, , , , ,

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

2 responses to “Mais uma compilação de pensamentos de temas aleatórios”

  1. Ruberto says :

    Santo … Vc já leu walt whitman poeta americano? Lembra de sociedade dos poetas mortos o filme? Um de seus poemas é citado no filme… Eu hoje prefiro a poesia … O cientifisismo a filosofia nunca me responderam nada apenas a poesia me responde… A resposta pra mim na vida seria a poesia… Um abraço meu irmãozinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: