O fim da ”história”… ou seja, o fim de um banho de sangue e estupidez

Os livros didáticos de ”história” te ensinam que ‘o ser humano’ ”é” um animal irracional e perigoso desde os seus primórdios (mentira, te ensina que somos ”especiais”.)

Quando abrimos livros de ”história” e passamos a ler cada capítulo, nos deparamos com assassinatos, guerras, costumes ”culturais” no mínimo bizarros, toda a sorte de escuridão mental em meio a lampejos de luz. A ”história” humana não parece se diferir tanto assim da história de parasitas ou de chacais no reino animal que vivem inconscientes na lama da amoralidade objetiva existencial e entrópica. Estamos embebecidos por nossa suposta superioridade por causa de ”nossas” realizações culturais, filosóficas, científicas e tecnológicas. Mas quando adentramos mais objetivamente as sociedades de outras espécies, percebemos que o talento para arquitetura também se encontra inconscientemente presente em formigas, a capacidade de comunicação eficaz parece estar muito mais  desenvolvida entre as aves dentro outros ‘animais’ do que entre os seres humanos… Apenas para começo de conversa. Nossa religião evolutiva fundamental, o antropocentrismo, nos mantém ”protegidos” da realidade lá fora, em que nosso orgulho e sentimento de superioridade, transmuta para a humildade existencial mais profunda e menos egocentrica. A Terra não é o centro do universo porque a habitamos e nós não somos o centro da vida que a habita. ”Nosso” atual impacto em sua superfície já está trazendo muitos transtornos severos a sua fluidez natural como uma existencia viva, particular desta periferia do ou dos universos.

Ao falarmos sobre o ”fim da história” (humana), tal como foi profetizado por Francis Fukuyama, nada mais será do que o fim de uma cadeia retroalimentada de eventos baseados em toda a forma de estupidez, de interpretações grosseiras sobre a fenomenologia e como sintetização de toda esta panaceia de sofrimento desnecessário, sobre a vitória do mal sobre o bem, sobre a idiotice de ser humano e de compactuar com esta bobagem chamada humanidade, a mitologia da excelencia coletiva humana.

Anúncios

Tags:

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: