O problema de interação social dos sábios

O problema de estar quase sempre certo

 

Sabedoria e alienação social

 

O sábio nunca discute sobre aquilo que não sabe e é justamente por isso que quase sempre se torna persona non-grata em qualquer ”debate democrático”. Neste tipo de brincadeirinha, a maior parte das pessoas acreditam que qualquer opinião é válida porque é pessoal. Em partes, isso é verdade, mas mediante a lógica das múltiplas perspectivas, as opiniões mais racionais, coerentes e completas, é que serão as melhores e portanto, mais válidas. O sábio sempre está certo e justamente por isso que é odiado.

O sábio se difere do trivialmente inteligente, pelo fato de VIVER a inteligencia e não apenas de usá-la para proveito mundano próprio. A cultura neurológica do sábio é a inteligencia enquanto que para o trivialmente inteligente (alto qi ou inteligencia técnico-quantitativa, neurologicamente comum), a sua cultura neurológica será uma mescla entre a inteligencia, especialmente em seu componente técnico e a conveniencia primitiva das necessidades sociais-instintivas.

 

O neurocomum gosta de jogar ‘conversa fiada’

 

Voce é do tipo que só sai de casa quando tem uma motivação objetiva*

Se sim, então parabéns e bem-vindo ao clube, porque eu também sou assim.

Eh por meio dessas sutilezas comportamentais que se pode traçar com certa fiabilidade muitos perfis de personalidade. Será que aquele que só sai de casa para fazer alguma atividade objetiva, também primará pela objetividade em qualquer outra tarefa, mesmo as do tipo recreativo, como debater**

Eu tenho a impressão de que para uma boa parte dos casos, a resposta será positiva.

O que difere o sábio dos demais é que enquanto que tornou-se (ou sempre foi) costume debater, jogando conversa fiada, debater por debater, o sábio SEMPRE buscará pela objetividade porque é o mais racional a se fazer. Portanto, da mesma maneira que deixamos nossos recantos de conforto para fazer algo produtivo ou objetivo na rua, também primamos sempre pela resolução de problemas e não para brincar de debater papo de adulto.

Em cada particularidade da psique humana, vemos a palavra ”infancia” entoar cada vez mais alto.

A maioria é de adultescentes porque continuam a dar um valor objetivo a subjetividade.

Outra diferença fundamental entre o sábio e os demais, é o que o primeiro não está preocupado em fazer discursos ou redigir textos agridoces, visando agradar a plateia. Ele só está preocupado em dizer a verdade dos fatos.

Podemos descrever resumida e sintetizadamente o sábio como alguém provido de racionalidade, pensamento holístico, autoconhecimento pronunciado e certas características psicopáticas como a capacidade de entender as outras pessoas bem como de se antecipar a elas, tanto como abordagem agressiva interativa quanto para abordagem pacífica ou positiva interativa.

Anúncios

Tags:

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: