Narcisismo e seu papel para a motivação intrínseca

Se não fosse pelo meu narcisismo  proeminente, eu não teria criado este blogue, não debateria com estranhos pela internet, ao ponto da petulância de alto risco e a partir do momento em que percebesse meus constantes erros de gramática e de concordância verbal aqui no blogue, já teria parado de escrever.

Uma das maiores forças do ser humano é o seu ego. Sem ele, nós seríamos presas fáceis. Um dos principais componentes não-puramente-cognitivos da criatividade é a auto expressão. Sem esta motivação intrínseca, nos empurrando para buscar qualquer tipo ou nível de fama, não haveria razão para a criação. Mesmo aquele projeto que não saiu de sua mente, foi pensado para ser apreciado e usado por outras pessoas. A persistência ou a teimosia e o desprendimento do ego superficial, da aparência, são fatores extremamente importantes para a realização criativa. E não apenas a nível individual. Por exemplo, uma das razões para a decadência das civilizações se dá justamente quando  perdem a segurança em si mesmas. A auto confiança, um dos “sintomas” mais característicos do narcisismo, apresenta alto risco, porque aquele que demonstra grande segurança em si mesmo, o faz dotado da plena certeza de que está certo. Enquanto que este natural sentimento impulsionará a maioria dos gênios criativos em busca da realização e posterior reconhecimento (ou não), poderá fazer o cidadão mediano trocar os pés pelas mãos e se tornar vulnerável à chacota. No entanto, o narcisismo pode funcionar muito bem como uma terapia para pessoas emocionalmente vulneráveis se o melhor remédio para a baixa auto estima seja justamente uma elevada auto estima.

A genialidade não é um status baseado em reconhecimento. Na realidade se consiste em uma predisposição natural para realização criativa, intelectual ou técnica de altíssimo nível. No entanto, existe a real necessidade de que a criatividade seja exteriormente expressada para que possa ser reconhecida, admirada e usada pela sociedade.

O espelho d’água de Narciso

Quão bom seria se o límpido Lago azul se transformasse em uma plateia de bajuladores sinceros,

Tão bom seria se a minha beleza fosse exaltada aos quatro cantos, viajando pelo vento e aspirando cada ser desavisado,

Mas o começo do meu amor recíproco, nasceu suave e consciente logo na primeira auto análise,

Ao me descobrir só, tal como se fosse um Jardim selvagem, passei a cultivar-me, antes de todos, para mim mesmo,

a primeira auto expressão foi mortal, de amores eu cai, vendo toda a verdade em meus próprios olhos, eu senti que tudo o que emanava de mim estava certo,

uma verdade tão absoluta, que é maior que qualquer mentira de verdade,

Meus sonhos se fazem com pés no chão, não devaneio, porque o que vejo é a mais pura das obviedades,

A minha fúnebre admiração pela sombra que tocam meus pés é minha certeza, porque quando o céu absoluto é a finitude da vida, é melhor continuar a admirar a sua poeira se esvaindo…

Quando a consciência alarga muito acima de nossas fraquezas, a alma do lago limpo se tornará a mais doce das distrações,

Portanto, deixe-me aqui admirando a minha linda face, a minha fluidez de vida, até que os grilos da noite apaguem o brilho do sol.

Anúncios

Tags:, ,

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: