Idade mental e inteligencia (multidimensional, geral e ao mesmo tempo específica). Quanto maior for a idade mental maior será a inteligencia*

Obs= perdoem-me novamente, como eu disse, por razões técnicas, além dos esporádicos atropelos em normas gramaticais, eu também estou sendo forçado por tais circunstancias, a atropelar as regras de acentuação. Quando reviver o meu antigo ”aparelho de comunicação”, prometo-lhes que estes erros não serão mais cometidos.  Os testes cognitivos parecem ser bons para medir a inteligencia técnica, estática e coletiva dos seres humanos. Eu posso dizer, por meio de lógica intuitiva, que a correlação entre real inteligencia e qi, mediante estas características será elevada, demonstrando que apesar de minhas críticas constantes aos testes, nós não devemos descartá-los completamente e seria estúpido de faze-lo. O problema do fetichismo do qi, que eu mostrei em um dos textos anteriores, se relaciona exatamente com o último destes textos que escrevi e fala sobre a idade mental de boa parte da humanidade. Neste texto, eu sugeri que o ser humano adulto médio, ainda não deixou a adolescencia por completo e em qualquer idade, com alguma exceção para a velhice, ele continuará mais ou menos adolescente tal como se tivesse uma idade cronológica de 20 anos. A idade cronológica não se relaciona completamente com idade mental. A  a sabedoria, não é o resultado de muitas experiencias, que necessitaria de maiores anos vividos. A sabedoria é um estilo cognitivo que uma pequena parte da população ”herda” em proporções substanciais, ou seja, uma espécie de ”full-blown’‘ de sabedoria, enquanto que os traços deste fenótipo encontrar-se-ão dispersos pelo restante. E tal como inteligencia e criatividade, tende a atingir um pico de eficiencia, principalmente durante a vida adulta. O grande problema da idade mental se dá especialmente em como é aplicada. Se as perguntas não se basearão em moralidade subjetiva, elas caminharão para uma abordagem cognitiva, pseudo-objetiva, onde a idade mental será atrelada as pontuações de inteligencia em testes cognitivos. No entanto, a inteligencia humana não se reduz apenas a perspectiva técnica. Somos seres interativos e perceptivos. A percepção é uma das características mais importantes para a inteligencia e se relaciona umbilicalmente com a sabedoria, que eu defini como a manifestação mais pura da inteligencia humana. Quanto maior a idade mental, maior será a inteligencia geral** Fator g pode ser uma medida de inteligencia geral técnica, mas a inteligencia humana não se resume apenas na capacidade de aprendizado e execução de tarefas intelectuais ou cognitivas, mas também na interação social e especialmente na percepção, baseada em observação, curiosidade e busca pela harmonia, pela harmonização dos padrões que estão presentes no ambiente, isto é, a resolução de problemas. Portanto a ideia de ”inteligencia geral”, deve, por lógica intuitiva, abarcar a todos os aspectos da inteligencia humana. Eh evidente que existirá uma hierarquia onde por exemplo, a capacidade de socialização contextual, isto é, no mundo clássico da socialização primata dos seres humanos, será relativamente menos importante do que a capacidade de aprendizado ou a criatividade, que são duas facetas predominantemente cognitivas do intelecto humano, enquanto que a ‘inteligencia social”, será predominantemente interativa. No entanto, a harmonia e funcionalidade entre todas estas facetas da inteligencia também será igualmente importante. Partindo da ideia simples e extremamente popular, de senso comum, que aqueles que são menos imaturos tenderão a agir como crianças mimadas enquanto que aqueles com maior sabedoria, demonstrarão maior maturidade, eu inicio rapidamente algumas considerações que poderão ser levadas mais a sério no futuro, sobre este assunto. A moralidade objetiva, que eu já denominei como a moralidade universal, tudo aquilo que está irremediavelmente certo ou errado, é o princípio mais importante para a boa convivencia humana e até mesmo para qualquer forma de vida, qualquer tipo de interação. No entanto, os adultescentes humanos, ”preferem” interagir por meio da moralidade subjetiva, que na verdade, reverbera em suas próprias predisposições comportamentais. Portanto, o primeiro princípio para uma maior idade mental será a predisposição biológica para a moralidade universal não-niilista (não confundir com os niilistas ateus que dizem que comer carne de cachorro é cultural, para uma espécie tão supostamente inteligente e moralmente superior como dizem que é a humanidade, o vegetarianismo já deveria ser a prática comum com adaptações de nossas mentes ”estupidamente adaptativas” para evitar a deficiencia na proteína …tão espertos estes humanos….). O segundo princípio é a ideia de responsabilidade, mais uma vez, sem qualquer teor culturalmente enviesado. Que ou aquele que é provido de uma  memória mais eficiente, holística e objetiva, será aquele que estará mais predisposto para entender o ambiente a sua volta e a buscar solucionar possíveis desarmonias na paisagem. Isso explica o farejo detetivesco por detalhes que estão em desarmonia, se alguém chora, vc se preocupa em saber o porque da tristeza, se um copo está sujo, vc se preocupa em lavá-lo, se algo não está certo, o faro de Sherlock Holmes vai buscar uma maneira de solucioná-lo e quanto mais alto for esta capacidade, maior será a capacidade de perceber nuances que os outros não percebem, mais intensa será a capacidade de percepção, de observação e potencial para a melhoria constante da sociedade. Isso é fundamental para a prevenção, uma das práticas da sabedoria. Ao invés de esperar que os problemas aconteçam, preve-los e encontrar maneiras de conte-los ou de solucioná-los ainda no ”berço”. A idade mental como eu já sugeri antes, irá se relacionar com qi, mas isso não significa que esta correlação será substancialmente significativa, porque estamos falando de um fenótipo, isto é, uma combinação de características e não de apenas um traço, estatístico ou biológico. Qi é uma variável dentre várias outras, é possível dizer que  mais pessoas ”de” qi alto, terão maior idade mental, mas como são médias e eu acredito que serão médias com uma distribuição mais larga e variável, então a correlação não será substancialmente significativa tal como ”inteligencia técnica e qi”. Eu também falei sobre a proporção multidimensional de estupidez e inteligencia, que todos nós temos. Todos nós somos estúpidos para determinadas perspectivas do intelecto e inteligentes para outras. Alguns são tecnicamente inteligentes mas são empaticamente estúpidos. Outros serão mais equilibrados. Enfim, toda a sorte de fenótipos serão encontrados mas o mais importante, será a separação desta diversidade, por uma objetividade quanto aqueles com o perfil mais equilibrado, funcional, ideal, de inteligencia global, que não é apenas, nem mesmo, será fundamentalmente, o fator g, a propriedade metafísica que englobaria toda a funcionalidade técnica humana. Fiz um teste tolo de idade mental pela internet, existem muitos. O resultado foi de 43 anos. Interessante que, mesmo com os meus 26 anos, eu realmente nunca consegui manter um grande número de amizades com os meus pares cronológicos. Para um outlier como eu, que é um neurologicamente incomum (embebido de alguma vantagem heterozigota de predisposições psicopatológicas do lado materno em combinação com traços vantajosos e extremos do outro lado da  minha árvore genealógica), o convívio com ”adultos” e mesmo com pessoas mais velhas, sempre me pareceu mais natural do que com os adultescentes sem profundidade que nasceram no mesmo fim de década que eu. Nunca fiz um real teste de inteligencia, mas tenho a quase absoluta certeza de que os resultados seriam consideravelmente assimétricos, muito bom em componentes verbalmente carregados, e muito ruim em outros componentes, tais como inteligencia espacial e matemática. Talvez eu seja uma espécie de proto-savant com inteligencia verbal muito alta e com o restante de minha capacidade, abaixo da média. São especulações lógicas, mas posso me surpreender… No mais, para os outliers cognitivos e neurológicos como eu, a idade mental caminhará para variar tanto quanto as médias de inteligencia técnica e estática. O mais importante, neste caso, já que como disse antes, a variabilidade de combinações fenotípicas para a inteligencia tenderá a ser bem alta, será de principiar pelos elementos psicológicos que determinei como características para uma maior idade mental. Eu poderia determinar que a busca pela harmonia, seja a empatia pura, mas este próprio termo, por si mesmo, já apresenta a sua própria diversidade de combinações e de possibilidades. Portanto, ainda que este componente esteja implicitamente sugerindo que é uma forma ou uma parte da empatia, este deverá ser mantido em separado da mesma. Para os neurologicamente comuns, que são a maioria (justamente por serem comuns), a correlação entre maior qi e idade mental será predominantemente positiva, mas ainda assim, isso não significará que todo aquele com maior inteligencia técnica terá maior idade mental. E de acordo com todas as bobagens que nossas ”amadas” elites ”cognitivas” estão fazendo e já fizeram, uma parte substancialmente importante deles serão constituídos por estúpidos com idade mental na franja final da adolescencia. Isso sem contar os tipos com idade mental baixa. Em termos raciais, nacionais, observa-se que em média, a idade mental será maior em nações mais ricas e ou com populações com maior capacidade cognitiva técnica, vide os leste asiáticos e os europeus. A idade mental do brasileiro médio, por exemplo, se localizará em torno dos 13 anos. Isso mesmo, a maior parte dos brasileiros, mesmo na vida adulta, idade cronológica de adulto, se comportarão mais ou menos como um pré-adolescente. O americano médio, por exemplo, terá uma média um pouco maior, talvez em torno dos 16 anos. Leste asiáticos e nórdicos (a subraça caucasiana mais uniformemente inteligente) tenderão a ter médias de idade mental na casa dos 18-20 anos. A raça negra, em média, teria a menor média de idade mental, talvez, em torno dos 9 anos. O desenvolvimento ou maturação produz o aumento da altura, altera a voz e provoca alterações hormonais, nos tornando aptos para o acasalamento. Mas, em termos de cognição, as pessoas param em uma determinada etapa, o fim desta maturação cerebral, assim como também, o marco zero deste desenvolvimento, variará consistentemente entre todos os seres humanos. Portanto, ainda que os superdotados tenham uma tendencia para amadurecer mais lentamente, este amadurecimento não virá, metaforicamente falando, do zero. Amadurecem mais lentamente, mas já serão assincronicamente mais maduros que a maior parte dos seus pares de intelecto comum. Em termos de inteligencia técnica, estática, medidas por testes de qi, principalmente em neurologicamente comuns, a idade mental será de 9 anos para médias de qi 70-80 (especificamente no caso de raças humanas com intelecto evolutivamente antigo e sem decantação constante), 13 anos para médias de qi 80-90, especialmente no caso de qi 85-90. Para médias de qi 90-100, idade mental de 14-16 anos. Para médias de qi 100-110, médias de qi 16-20 anos. A partir daí, pressupõe-se que a idade mental continuará a aumentar continuamente….. mas não é bem assim. Pode-se dizer no entanto, que aqueles com maior inteligencia global (não confundir com fator g), tenderão a ter idade mental mais elevada. Estes seriam basicamente os sábios absolutos. No caso do genio, ainda que grande variedade seja encontrada, haverá uma tendencia para grande idade mental. Obviamente que o mesmo será esperado para os criativos. Eu já sugeri também que os criativos tendem a ter uma idade mental mais volúvel, por causa de suas maiores sensibilidades emocionais e (ou) sensoriais. No caso dos judeus europeus, eu acredita que a idade mental se localizará entre 16-20 anos, no entanto, com ampla variação quanto a este quesito, tal como parece se suceder com esta população de extremos.

Tags:, , , , , , , ,

Sobre santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

BARRETO

A cada R$ 12.000.00,00 em vendas para nós em até 01 ano, GANHE voucher conosco de R$ 120.000,00, consulte condições

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia Blog

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

REBLOGADOR

compartilhamento, humanismo, expressividade, realismo, resistência...

%d blogueiros gostam disto: