Epopeia da alma, a energia

Da imensidão do nada,

brotou o conflito da incerteza,

quando o caos se instalou,

dois opostos se casaram,

do estupro concedido ao amor envaidecido,

da tempestade à calmaria,

do nada à energia,

da eterna paz da inexistência ao equilíbrio do conflito co-vivente,

do bem e do mal,

do encontro de duas almas díspares,

da cosmo-criação,

fez-se do nada o tudo,

ao tudo estamos todos,

a epopeia da vida, da alma,

é a incerta história da energia,

do mesmo fogo que produziu imensos espaços de luz e som,

agora produz bolhas de universos dançantes, cá nós, seus filhos errantes,

suas aberrações que completam o ciclo,

da curiosidade inconsciente,

do erro quando a perfeita inércia encontrou-se ausente,

da primeira de todas as poesias,

da primeira paixão, da primeira impulsividade inconsciente,

produziu-se a energia,

o ato de existir,

o ato de viver,

à curiosidade cada vez mais ciente,

ao humano, o universo autoexistente,

eis todo o  ciclo da busca,

por Deus e de suas amarguras,

a epopeia do aprender, quando a alma e a mente se unem pelo amor,

a energia que produz o atrito,

a inflamação que inflama nossos ritos e nossos estômagos,

cada tocha de vivência,

quando o nada era soberano,

apenas o mais profundo eco de uma mega-era,

ao longe,  sons em uníssono e separados por suas particulares cores que inebriam,

o grito dos desesperados,

que não é do descaso,

mas do desbravador cansado,

que nasceu como uma concentração de energia,

que nunca dissipa,

seu sistema orgânico preconiza,

que tua dor será maior que a todos nós,

sua tristeza será profunda,

seu grito será em busca, enquanto que os espelhos do ego ofuscam,

as paixões mundanas das massas febris

sua voz muda em pensamento, será ouvida,

em todos os cantos onde os mesmos padrões ocorreram e ocorrerão, o próprio ato de movimento,

o ato de vida, é a energia aprisionada

morte, ela, o fogo dissipado,

quando não há universos concentrados, existirá a inércia do profundo nada,

sem estar conectado, energias em busca de seus pares perfeitos.

Nasceu a explosão divina,

dentro de outros universos mortos, genes lixo,

um imenso organismo, este é o verdadeiro Deus,

deixe-o feliz, busque pela maior de todas as transcendencias,

que é o perpétuo equilíbrio complexo das forças.

morte é o sonho real,

tu’alma vagueia aos milhões de energias,

seus pedaços sem chão, voam para o mesmo encontro, distante e certeiro,

tal como a voz do homem e sua tecnologia, a morte é o eco do passado,

a morte se vê pelo som e nunca morre porque sempre voltará a se concentrar,

a energia é a perpétua existencia, sempre e sempre será assim, em busca do tal equilíbrio.

Anúncios

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: