Teoria da natureza patogênica da genética (novamente). Agora, por meio de uma metáfora como tentativa de explicação didática.

Genes e tijolos, tudo a ver.

A evolução da vida se deu de organismos unicelulares para  organismos macro-pluricelulares, ou seja, nós, que somos existências dinâmicas complexas. A história da vida na Terra encontra-se presente em cada criatura deste planeta, mas especialmente nas espécies mais avançadas ou que acumulam uma maior quantidade de mutações evolutivas, os saltos evolutivos que produzem intensa divergência genética e portanto, que produzem novas espécies. Pense na linha do tempo do seu facebook. Seus genes e o seu desenvolvimento, especialmente durante o período intrauterino, são a linha do tempo da vida na Terra.

A minha ideia de que nossos genes ou em outras palavras, cada célula do nosso corpo, se consistam em patógenos decantados, parece fazer mais sentido depois desta breve pincelada.

O processo se daria da seguinte forma.

Primeiro você tem um organismo unicelular. Depois ocorre a duplicação deste organismo, como já sabemos. Os organismos mais complexos seriam uma mutação divergente dos unicelulares. Você não tem a duplicação e posterior separação, produzindo duas vidas simples, mas uma espécie de ”células-gêmeas siamesas”.

A partir disso, surgiram todas as formas de vida complexa.

Percebam que uma célula duplicou para produzir duas células separadas, porém, aconteceu alguma espécie de ”erro” e ao invés da duplicação, ocorreu uma mutação na própria célula, ou seja, não houve separação de uma em relação a outra.

Os primeiros organismos unicelulares estão para o homem domesticado ou pacífico, assim como vírus e bactérias estão para o homem selvagem.

Se diferem quanto às suas ”funções” na natureza mas descendem de um mesmo denominador biológico comum, em outras palavras, são quase a mesma coisa.

Pode-se afirmar (ainda que baseado em minhas especulações) que os genes são, concretamente falando, patógenos cooperativos. O que diferencia os genes dos patógenos é que eles são sedentários enquanto que os vírus tendem a ser nômades.

Nós, seres humanos, apenas replicamos culturalmente a mesma guerra microbiológica que acontece entre os organismos unicelulares.

Harmonia é sincronicidade

Quando uma casa está sendo construída, o cimento usado para colar os tijolos ainda está fresco. Nós somos a sincronicidade ou harmonia de um universo de microorganismos, ou células. Tudo o que acontece na nano-escala, acontece igualmente na macro-escala. Nossas células podem adoecer. Nascem, vivem, se reproduzem assexuadamente (por auto-replicação) e morrem.

As mutações não-estabilizadas ou novas, acontecem quando novos microorganismos tentam entrar em harmonia com a paisagem intra-celular de uma determinada espécie. Este processo tende a resultar em reação autoimune, porque o organismo interpreta, corretamente, que está sendo atacado. O nosso próprio corpo é REALMENTE  preconceituoso com estranhos, é xenófobo.

Estas reações autoimunes podem se manifestar de diferentes formas, dependendo da especialidade do organismo invasor.

No entanto, a evolução se dá por causa destas interações que são dolorosas, variáveis e instáveis. Primeiro vem a tempestade, depois a calmaria. Os patógenos que antes eram invasores do mal, se tornam cooperativos e entram em um estado zumbi, semelhante aos das massas servis humanas. Pense em um idiota útil, nossas células são idiotas úteis.

Alguém falou Império Romano????

Quando nos domesticamos, também estamos domesticando nossos próprios genes.

Anúncios

Tags:,

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: