Hbd e ginástica parte 3

A escola russa de ginástica artística feminina, é filha hereditária da escola soviética.

A ex ginasta russa Svetlana Khorkina, multi-campeã do esporte, é uma representante fidedigna do ”fenótipo nacional russo”. A personalidade forte, a grande expressividade emocional, beleza artística combinadas com grande habilidade acrobática são rotineiramente comuns nas ginastas deste grande pedaço de mundo.

Parece surpreendente pensar que uma das escolas mais artisticamente (emocionalmente) expressivas da ginástica seja justamente a russa, afinal de contas, um dos estereótipos mais populares do caráter russo é a sua frieza emocional.

Eu já comentei que a capacidade para expressão emocional pode ser maior em pessoas que são habitualmente frias do que em pessoas que externalizam com maior frequência a ”empatia” ou melhor, a simpatia. Enfim, existem muitos fenótipos que possibilitam a uma grande expressividade emocional.

Bolshoi ou genética?

Até onde que uma população será mais geneticamente habilidosa (se é mais habilidosa) do que outra em determinados atributos?? Por que as escolas de outras nações eslavas não prosperaram tal como a escola russa??

Será que a grande pressão seletiva para talentos em nações que estão em grande disputa transcendental (de projeto de ”civilização”) tal como Coreia do Norte, Cuba, EUA e ex-Urss, podem ter um papel muito importante para a criação de escolas prodigiosas de ginástica??

O talento artístico das ginastas russas pode ter uma influência direta da mais importante escola de balé do mundo, o Bolshoi??? Ou depende da combinação desta variável ambiental com predisposições genéticas tal como uma personalidade mais propensa a este tipo de externalização comportamental??

Como sempre em relação à dicotomia ambiente e genética, a melhor resposta será a ponderação.

Não há dúvidas que a personalidade média das populações humanas bem como algumas de suas predisposições regionalmente preponderantes como a baixa estatura e peso das mulheres asiáticas e a força muscular das mulheres negras, tendem a influenciar consideravelmente em suas performances.

No entanto, as muitas variáveis ambientais que estão relacionadas também tem um papel muito importante na exposição de todo potencial genético para determinada função.

Por exemplo, se um grande e minucioso projeto para buscar as pessoas mais inteligentes em matemática for realizada em algum país africano, existe a real possibilidade de termos uma super exposição de jovens com grande capacidade, especialmente mediante uma escala nacional e regional.

Este é o exemplo de Cuba. O único país ”socialista” do hemisfério ocidental, com ”grande necessidade” de se vender como um país vitorioso, que deu certo, investiu pesadamente no esporte, graças aos vultosos investimentos soviéticos. Cuba se tornou uma super potência regional e uma potência olímpica por anos, tal como a Grécia foi durante os jogos de Atenas em 2004, do qual foi anfitriã, 😉

Na ginástica, Cuba se destacou por anos como a potência latino-americana. O potencial cubano foi aproveitado ao máximo.

Não parece ilógico relacionar o número de habitantes com o número de medalhas na ginástica artística. Um esporte individual necessita de um grande número de candidatos para prosperar, visto que existe uma grande seleção, mais do que no caso de esportes coletivos e uma grande chance de falha ou injúria corporal entre indivíduos.

No entanto, é evidente que existem diferenças fisiológicas e mentais que influenciam consideravelmente nas performances das atletas de diferentes nacionalidades e etnicidades. E padrões de comportamento, habilidades e performances parecem existir na ginástica artística ou ao menos foi aquilo que eu tenho observado.

Barras assimétricas

Khorkina foi uma das grandes campeãs das assimétricas (ainda que os métodos de pontuações neste esporte já foram e ainda são meio ”cavernosos”). Sua exuberância corporal, com pernas longilíneas e altura acima da média das ginastas mais bem sucedidas, contribuiu para marcá-la como um grande nome do esporte, visto que ”tudo” conspirou negativamente para que pudesse fazer um excelente desempenho.

A maior variação de personalidade e tipos físicos parece ser uma tendência euro-caucasiana. A combinação harmoniosa entre habilidades atléticas, acrobáticas e artísticas parece ser mais comumente encontrada em ginastas europeias do que em qualquer outra categoria.

No mais, as características étnicas das ginastas russas podem ter um efeito em suas performances, como a combinação de personalidade mais forte, mas não masculinizada, combinado com atributos que se assemelham aos das demais ginastas ocidentais.

Se as ginastas americanas não tivessem a tendência de serem tão duras no quesito artístico, não há dúvidas que poderiam se tornar potenciais campeãs indiscutíveis em qualquer competição porque combinariam em alto nível os dois componentes mais importantes do esporte.

A média de qi dos caucasianos europeus, assim como também uma tendência para terem qi espacial também na média, os fazem diferenciados em comparação aos chineses neste esporte, visto que decoram uma menor quantidade de exercícios complexos (vejam as chinesas na trave e as compare com as outras ginastas) mas usam diferentes estratégias para compensar esta variedade de déficits contextuais.

Portanto, você encontrará algumas ginastas, russas, britânicas, euroamericanas ou italianas, dando maior ênfase no quesito artístico ou na perfeição da execução técnica do que na quantidade e qualidade de exercícios.

Surpreendentemente, parece que a escola romena não apresenta a mesma tendência… No próximo texto da série eu vou analisar superficialmente as famosas ginastas romenas.

Tags:, ,

Sobre santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia Blog

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

REBLOGADOR

compartilhamento, humanismo, expressividade, realismo, resistência...

%d blogueiros gostam disto: