Comportamento como o tempo e a personalidade como o clima

Maldita americanização da cultura mundial. A praga das cheerleaders invadiu as tribos sul-ameríndias. 😦

Tempo e clima não são sinônimos, mas pertencem ao mesmo fenômeno natural sendo que o clima encapsula o tempo. O clima é a variação predominante dos fenômenos da natureza tais como a temperatura, a corrente do ar, o índice pluviométrico. O clima, sem a interferência humana, tende a mudar em escala temporal geológica, isto é, de milhões em milhões de anos. Já o tempo, é a micro-variação climática, onde nós temos a dinâmica dos fenômenos naturais da atmosfera ao longo de um curto período, que não estará em escala geológica, ou seja, geralmente de um dia. Eu pensei na possibilidade de criar uma analogia entre os conceitos de clima\tempo para com os conceitos personalidade\comportamento, visto que se parecem muito em relação às suas naturezas conceitual-hierárquicas. Assim como acontece com o clima e o tempo, a personalidade encapsula o comportamento. A hierarquia da personalidade sobre o comportamento, comprova a sua natureza predominantemente genética, eu vou exemplificar o porquê.

O tempo apresenta uma maior variação fenomenológica do que o clima, mas na grande maioria das vezes, estará sujeito à dominância do clima a que pertence. Portanto, o clima determina a qualidade da variação do tempo. Muitas pessoas tem dificuldade para aceitar que a personalidade possa ser de natureza predominantemente genética, basicamente porque confundem comportamento com personalidade. Mas tal como no caso do clima e do tempo, o comportamento é hierarquicamente influenciado pela personalidade e portanto, podemos ”mudá-lo” ( adaptá-lo) apenas de acordo com o tipo de personalidade a que estamos dotados. Nas Ilhas Fidji, o clima é tropical, com variações de temperatura e de incidência de chuvas bem demarcadas. O comportamento do tempo em Fidji, é a dinâmica do clima, isto é, como ‘agirá’ ao longo do dia mediante uma pré determinada limitação. É quase impossível que neve em Fidji nos próximos 1000 anos. Podemos pensar a mesma coisa sobre a personalidade e o comportamento.

O mapa múndi acima mostra a variação do clima na atmosfera e suas influências diretas sobre o solo de nosso planeta. Se partindo da ideia de que somos igualmente esta condensação de abstrato e concreto, solo e atmosfera e especialmente, somos os processos e resultados das interações entre os dois, então eu acredito que poderá ficar mais fácil para as pessoas entenderem sobre a predominância genética sobre a personalidade, tal qual em uma escala hierárquica maior, nós temos a predominância da atmosfera terrestre sobre o clima. O comportamento é mutável porque é dinâmico, mas toda a dinâmica, ao menos em nossa dimensão, está sob influência de forças superiores, que reduzem a aleatoriedade probabilística. Como resultado, nós temos uma potencialidade limitada de variação. A personalidade não é externamente variável, da mesma forma que o clima também não é, ainda que não exista 100% de chances de jamais ocorrerem rupturas do sistema de comportamentos dos indivíduos. No entanto, ainda é possível dizer que as chances de mudanças bruscas: serão raras e poderão estar sobre predisposições genéticas anteriores. Portanto, metamorfoses ambulantes NUNCA serão inteiramente baseadas em aleatoriedade infinita, visto que estamos subordinados à forças hierarquicamente superiores. O comportamento é adaptável e geralmente externalizado, a personalidade não é. Nós não sabemos como é o clima tropical, porque não podemos congelá-lo em escala geológica para vê-lo em seu todo. Mas sabemos como é o seu o comportamento habitual, o seu estilo de tempo.

Personalidades extremas como condições climáticas extremas, personalidades ‘bipolares” ou hiper sensíveis, como climas temperados

Climas temperados apresentam grande variação do tempo, geralmente em uma escala anual, onde as estações do ano estarão muito bem definidas. No entanto, não é incomum termos mudanças repentinas do tempo (mas não do clima) e vermos neve quando era esperado que houvesse calor. Se partindo do princípio da universalidade essencial da existência nossa biologia se conecta umbilicalmente com toda a fenomenologia daquilo que existe, tal como o clima e o tempo, então não parece ser muito arriscado sugerir que nossa variação de tipos de personalidade, possam ser vistas da mesma maneira em comparação a toda  variação que existe em nossa atmosfera, quiçá, no universo. Portanto, se temos climas mais amenos a mais extremos, então é de esperar que tenhamos igual realidade para as personalidades humanas. É interessante pensar que os elementos que integram a paisagem climática, variam de lugar a lugar, assim como também tendem a se relacionar entre as fronteiras, o que chamamos de zona de transição. A vegetação, a morfologia do solo, os eventos internos tal como vulcanismo, enfim, podemos transferir a geografia física para dentro da psicologia, a partir do momento em que podemos encontrar pontos essenciais de similaridade e concordância. E desta maneira, a interpretação para o comportamento humano, poderá ser melhor coisificada, objetificada e consequentemente, mais didática. Sabemos que as zonas climáticas extremas como o deserto e as zonas polares, são áreas de difícil acesso e adaptação aos seres humanos bem como a maioria das outras formas de vida. As personalidades extremas, que são denominadas como psicopatologias, podem ser analogicamente comparadas a essas regiões. As regiões de clima temperado seriam analogicamente correspondentes ao espectro de personalidades hiper sensíveis, onde as psicoses também estariam localizadas. Eu até poderia pensar se o tipo de clima pode ter influenciado na seleção do tipo de personalidade mas por enquanto finalizo aqui este texto.

Anúncios

Tags:, , ,

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

2 responses to “Comportamento como o tempo e a personalidade como o clima”

  1. Davi says :

    Uma hipótese de que o clima quente, mais elevados em algumas áreas e menos em outras, teve impacto direto no comportamento, vou dizer destrutivo nos africanos em algumas regiões do continente. E também da dificuldade de formar uma sociedade sem brancos… O comportamento seria por causa dos homens anteriores ao moderno em busca de domínio de território, ajudado pelo clima mais “liberal”.

    Já os brancos europeus, em consequência do frio extremo utilizaram mais o agrupamento e cooperação. Refletindo na capacidade atual dos mesmo.

    Isso seria de duas raças, mas dentro das raças, obóviamente se torna mais complexo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: