Por que loucos sãos, gênios e candidatos à beatificação precoce são rabugentos???

Ficar feliz pra quê se o mundo é esta @$%#*???? ( :-[ )

A velhice pode alargar o sorriso de alguns e acinzentar a face de outros. Mas não é raro, ainda que seja incomum, encontrarmos jovens com  ”sabedoria” e  ”rabugice”, típicas da velhice.

Eu sou um deles e você que concorda com o que escrevo aqui, também é muito provável de ser um rabugento precoce.

Estamos rabugentos, nós, seres sem prévia identificação psicológica destoante ou anormativa, os loucos sãos, os gênios e os candidatos à beatificação precoce, porque quando adentramos voluntária ou involuntariamente ao mundo da hiperrealidade, vemos a lama movediça a que estamos jogados e presos.

Estar rabugento é o mínimo a que podemos ficar, visto que o máximo, seria por exemplo, provocar uma revolução transcendental que transformaria o nosso planeta em um cubo mágico com a maconha como camada protetora contra os raios ultravioletas.

Como eu já disse aqui antes, metaforicamente falando, os seres humanos despertos da matrix, são como pessoas sem nenhuma avaria mental que estão trancafiadas em um hospício-presídio, com todos os tipos irrevogavelmente anti-sociáveis e lunáticos concentrados naquele recinto estatal-coletivo. O pior de tudo isso é que estes tipos não são apenas ”doidos de pedra,” visto que são predominantemente inconscientes de sua loucura e ainda por cima, disfarçam a sua consciência inconsciente com base no melhor pó de giz, pintando-se de ”normais” e nos renegando ao papel de doentes.

Nós, que podemos estar destituídos de tudo aquilo que é relevante pra sociedade e que portanto, é parcial a predominantemente irrelevante, temos uma visão de águia, extremamente aguçada e podemos ver, sentir e perceber o mundo realmente consciente, o mundo da realidade, onde grande parte das pessoas que nos rodeiam serão de zumbis, na melhor das hipóteses.

Podemos ver a estupidez nascendo, antes de ser concebido em ato sexual metafísico e não podemos, ao menos por agora, anunciar aos berros que o que estão tentando fazer é estúpido e dever ser cancelado.

Mesmo que usemos os mais racionais, mais fantásticos argumentos, a grande maioria das pessoas moverão pouco de suas posições, de seus pressupostos, inculcados por manipuladores psicopáticos de suas percepções e consciências.

A maioria das pessoas não se baseiam em objetividade para conviver e interagir com o seu meio, visto que elas ”usam” inconscientemente a subjetividade ou são facilmente ludibriadas pelos manipuladores-mestres, que a subjetividade é a objetividade, enquanto que a objetividade é a loucura, pura e simplesmente.

A loucura psiquiatricamente concebida é quando uma pessoa realmente louca, falha ao tentar normalizar o seu comportamento, por causa de sua inconsciência. No entanto, o ápice do despertar mental humano que é geneticamente predisposto, se dá quando as duas forças mais poderosas que regem a seleção natural, se chocam desde a concepção até ao nascimento, produzindo uma mente que é capaz de ver os dois lados da realidade e portanto concluir, mais cedo ou mais tarde, que apenas um lado da realidade não representará toda a realidade.

O princípio da incerteza perceptual descamba para a certeza, não da incerteza, mas da maleabilidade da realidade a que nossos olhos podem ver. Confunde-se diversidade com aleatoriedade, que é um substantivo para incerteza. Mas nada parece ser plenamente aleatório, se nada é 100% a não ser o todo, que é Deus, mediante o mais puro dos conceitos metafísicos já endereçados para a entidade mais idealizada da mente humana.

Os beatos precoces, veem como a maldade triunfa ao natural, sem a necessidade da superficialidade, como a nobreza é recessiva e como os espertos são mais inteligentes.

Os loucos sãos, mediante sua poderosa composição bio-filosófica, veem o teatro da vida normatizada da espécie humana e suas pseudo-certezas. Muitos deles terminam desembocando em novas realidades matrix, plantadas, quando o princípio da incerteza é novamente produzido pela elite psicopática, altamente perspicaz.

Os gênios, ao mesclarem todas as características dos outros dois tipos rabugentos, vê-se, tanto na capacidade de ver a hiperrealidade, manipulá-la e ser aplaudido por aquilo que considera banal, quanto pela capacidade de captar a essencialidade da existência e portanto da empatia objetiva, a honestidade, pura e simplesmente.

A rabugice destes tipos, para os ”normais”, parece vir do nada, mas ao entender a realidade, captando todas as informações relevantes e ”irrelevantes” da hiperrealidade, despreza-se a segregação existencial, porque a terceira personalidade, o terceiro fator de nossa existência, é o próprio Deus. Estamos todos compactos, iguais, se estamos e somos como deuses, e quanto usamos especialmente a terceira personalidade, passamos a desprezar sumariamente a subjetividade e as mentiras, pela objetividade e portanto por verdades, que são muitas e estão todas corretas e erradas ao mesmo tempo. O mundo da hiperrealidade é o mundo onde a real manipulação da realidade, da coletividade transcendental, pode ser possível e todos nós que assistimos ao mundo zumbi a que as sociedades humanas estão submetidas, temos um poder descomunal que pode ser usado para o bem ou para o mal, ainda porque entendemos que bem e mal apresentam múltiplas perspectivas.

A rabugice da inércia é a mais ponderada das respostas em um ambiente cheio de lunáticos normais.

Anúncios

Tags:, , ,

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: