Teoria absurda e conspiracionista 2: por que tanta ênfase em qi?? Para termos um exército de altos qis, termites sem instinto

O ”socialismo” das elites, é um projeto internacional que visa na destruição da humanidade, retirando-lhe tudo aquilo que de mais virtuoso tem, mantendo virtudes e talentos apenas para a um grupo muito limitado de pessoas.

A pirâmide, uma representação fidedigna de todas as sociedades visceralmente desiguais, visa à qualidade, apesar de induzir na quantidade.

Um pequeno grupo de administradores ”super-homens”, bem ao estilo nietzchiano, como foi profetizado no texto de Revilo Oliver, que já postei aqui no blogue, representará a super elite internacional.

Abaixo dela, trabalhadores altamente qualificados sem nenhuma capacidade de crítica ou de pensamento livre, ou escravos de luxo, representarão exatamente o que os mantenedores técnicos são hoje em dia.

Pessoas tecnicamente inteligentes, treinadas para fazer bem suas funções de manutenção e gerência da aparelhagem do sistema, mas sem autoconsciência desenvolvida, sem criatividade, sem capacidade perceptiva que possa confrontar com o sistema, que possa desenvolver ou organizar resistência.

Os testes de qi parecem medir excepcionalmente este tipo cognitivo de pessoas.

Se Lombroso e todos os estudiosos de genialidade antes de Terman estiverem certos, então a extrema inteligência criativa será visceralmente o resultado de uma combinação de saúde mental com doença mental e portanto em um desequilíbrio (contextual extremo) das funções orgânicas, especialmente quanto à perspectiva ”mente-corpo”.

O que chama a atenção em relação aos aspectos fisiológicos, comportamentais e psicológicos dos gênios criativos é a grande semelhança com as características de autistas e pasmém, de judeus ashkenazim.

Bela assimetria facial ashkenazim, 😉

A teoria conspiracionista absurda aqui é,

A elite mundial (judeus, elite anglo e o resto dos Power Rangers) almeja selecionar um pequeno grupo de alto qis, ou seja, de pessoas com capacidades técnicas avantajadas mas sem o toque de loucura que faz o ser humano alerta e autoconsciente.

Em outras palavras, planeja criar uma população de tecnicamente inteligentes sem instinto de sobrevivência ou de baixo ego.

Lewis Terman era judeu (só pelo sobrenome, já dá pra saber).

Os ashkenazim devem a todo o seu sucesso como um grupo intelectualmente superior, graças aos genes de doença mental e neurológica que carregam em maior proporção do que os gentios.

Se graus de doença mental são tão ruins então por que será que os judeus ashkenazim que são a população mais estrategicamente prodigiosa do mundo, continua mantendo estes genes saltadores dentro de suas comunidades??

Por que a maioria deles tem características faciais que indicam desequilíbrio do sistema corpo e mente?? Por que, mais judeus são canhotos??  Por que existem mais judeus que tem dificuldades de aprendizagem, gagueira, psoríase??

A estratégia judaica é bem conhecida. Eles vendem o peixe estragado ou o caviar de preço módico, como se fossem muito melhores do que realmente são…

Os tolos gentios, que não tem capacidade para entender mentes brilhantes e psicopáticas, acreditam nestas ilusões  e passam a partir disso selecionar os seus descendentes sem alma ou sem as características irrefutavelmente relevantes para a INDEPENDÊNCIA, de pensamento, de vida…

Fim!

Anúncios

Tags:, ,

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

2 responses to “Teoria absurda e conspiracionista 2: por que tanta ênfase em qi?? Para termos um exército de altos qis, termites sem instinto”

  1. Davi says :

    Os judeus perceberam os benefícios de doenças patologicas há tempos e “seguram” suas genéticas praticando endogamia em suas comunidades, cheios de lunáticos.
    Enquanto que os cientistas judeus alá Terman’s, criam testes e patologiza tudo…

    Bem EXPERtinhos mesmo… -.-

    • santoculto says :

      Huuuuum, um pouco menos do que isso. É um efeito colateral, porque eles tem selecionado para extrema perspicácia e os extremos são produzidos por aleatoriedade, a famosa ”genética do canhotismo” ou ”genética do autismo”. Portanto, os mesmos princípios que produzem um serial killer, uma pessoa com down, irá produzir os superdotados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: