Raças mentais e fisiológicas, a teoria dos dois rios espectrais

Judeus são extremamente astutos e mentalmente rápidos para capturar minúcias ambientais,

Brancos (especialmente a variação nórdica) são trabalhadores detalhistas, atentos, criativos e são perfeitos para produzir civilizações grandiosas por causa deste poder coletivo,

Asiáticos são excepcionalmente disciplinados, dotados de grande capacidade de memorização, a um nível pitoresco quando em altos níveis.

Judeus tendem a variar consideravelmente em relação à aparência fisiológica, mas alguns atributos são marcadores universalmente identificáveis do grupo tal como o nariz grande (estima-se que metade da população judaica se encaixe no famoso estereótipo ”oriental” judeu), tendência para pele pálida ao invés do branco tipicamente norte europeu, olhos grandes, rostos assimétricos, que tenderão a ser muito longos ou muito curtos, estatura relativamente mais baixa do que outros europeus (nível mediterrâneo), barba grossa e espessa…

Eu peguei o exemplo dos judeus, mas poderia ter usado qualquer outro. O meu ponto é. Acreditamos que as características fisiológicas das raças humanas são causais com relação às suas características cognitivas, psicológicas e comportamentais. Mas até onde esta relação será realmente causal??

Se as raças humanas são combinações diferentes dos mesmos traços que estão universalmente distribuídos, não apenas entre humanos, então a ideia de que fisiologia e mentalidade continua a se sustentar, mas com menos credibilidade do que antes, porque na verdade, qualquer fenótipo pode ser produzido, nossos critérios se baseiam quase sempre em correlação causal mas não em causalidade pura.

Portanto, a combinação fisiológica e mental ou intelectual é uma correlação causal, porque neste caso, quando existe a causalidade necessita de uma correlação e não é uma causalidade pura, quando causalidade e correlação são a mesma coisa, quando não existem exceções.

Ainda que uma testa grande possa indicar maior inteligência, não será sempre que teremos esta relação e portanto, o identificador fisiológico mais comumente relacionado à capacidade intelectual, na verdade, será ”apenas” uma correlação causal, porque testa grande não é inteligência.

Raças mentais, raças fisiológicas e hierarquia quanto à ênfase seletiva

Pigmeus são a variedade humana com a menor estatura. Isto parece indicar que eles ”tem dado” grande ênfase para este fenótipo fisiológico. As raças humanas que são menos mentalmente evoluídas priorizam atributos fisiológicos ao passo que as raças mais mentalmente evoluídas priorizam atributos cognitivos ou intelectuais. Vejam os judeus por exemplo. Por que vocês acham que entre a variedade mais inteligente deles, ou seja, os ashkenazim, existe um grande percentual de rostos assimétricos??

É sexy ter a cara torta e ser meio vesgo?? 😉

Cor da pele não é mais importante que uma assimetria facial não-muito-pronunciável para relacionar-se internamente com a morfologia do cérebro e possivelmente com maior inteligência. Na verdade, a cor da pele parece até um pouco irrelevante.

Selecionamos a pele clara porque é mais bonita que a pele escura mas também por outras razões, ainda menos nobres, tal como que a ”pele escura se relaciona com mais odor”. Experimente você, se for branco ou asiático, ficar  tostando no sol de meio-dia com uma blusa preta.

Portanto, como breve conclusão, eu acredito que, tal como os rios caudalosos da Amazônia que se encontram, mesclando traços em comum, produzindo correlação causal, mas que não é causalidade pura, o mesmo acontece entre os traços mentais e os traços fisiológicos humanos, qualquer exceção provará falsa a regra, NESTA PERSPECTIVA, que fique claro.

Anúncios

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

4 responses to “Raças mentais e fisiológicas, a teoria dos dois rios espectrais”

  1. voza0db says :

    Boas!

    😆

    “civilizações grandiosas”, o que consideras por tal?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: