Domesticação, super-especialização europeia, variação de especializações, alienação, declínio das civilizações e genialidade

Por que os europeus pensam em tudo??

As sociedades compostas por europeus e seus descendentes se destacam pela variedade de nichos laborais. É uma espécie de super-especialização de funções ao estilo fordista.

Mas, como sabemos agora, é a genética mais o tipo de mente que vem antes da cultura e isto também engloba a estrutura de funções ocupacionais. O tipo de mente, produz o tipo de cultura que melhor lhe servir.

Pessoas introvertidas e tecnicamente inteligentes, com a ajuda de castas criativas, farão sociedades estruturalmente bem construídas, mas com pouca inovação e com uma cultura menos relacionada ao ego, porque os introvertidos não precisam e não desejam estar sempre interagindo com os outros.

Além de fatores ambientais, ou neste caso, de macro fatores ambientais (interações genéticas indiretas), o tipo de mente mais a quase inexistência de uma casta criativa, mantém a Mongólia, anos-luz dos seus vizinhos de olhos puxados, em latitudes menores, mesmo portando uma boa média de qi.

Em que sociedade encontraríamos massageadores de cachorros se não em sociedades ocidentais??? Que tipo de pessoa pensaria nisso??

Europeus = super-especialistas e gênio

As civilizações construídas por caucasianos, geralmente tem se destacada pela complexidade de funções e de realizações. Todas as outras civilizações conhecidas também tem produzido complexidade de funções e de realizações, se não não seriam consideradas como complexas.

O que importa aqui é o NÍVEL tanto de quantidade e qualidade de funções e de realizações, que entre os europeus tem sido significativamente desproporcional em comparação ao resto do mundo.

Mas por que isto tem acontecido,  QI?  Maior incidência de personalidade psicótica do que em relação aos asiáticos?  Maior incidência de super-altos Qis?

É simplista e incompleto demais concluir que uma maior incidência de ”super-altos qis” apenas, tenha influído decisivamente na maior criatividade europeia, visto que já demonstrei que os perfis de excepcionalidade cognitiva variam muito em pontuação de qi e outros fatores são tão ou mais importantes  como o estilo de personalidade. Ainda dentro da possibilidade de usar o qi como auto-explicativo para a maior criatividade e inovação europeias, eu penso em maior incidência de fenótipos de super-especialistas entre europeus do que entre asiáticos.

Não sei se você tem tido a mesma impressão que eu, mas os leste asiáticos, parecem mais parecidos entre si, em perfis de personalidade e inteligência. Não é apenas uma impressão, visto que estudos recentes tem de fato encontrado maiores semelhanças entre eles. Isso explica suas  fortes tendências culturais coletivistas.

Combinando, MAIOR INCIDÊNCIA DE PERSONALIDADE PSICÓTICA, MAIOR INCIDÊNCIA DE SUPER ALTOS QIS e a ”cereja do bolo”, MAIOR VARIAÇÃO DE PERFIS PSICOLÓGICO-COGNITIVOS,  temos um aumento da variedade de nichos ocupacionais, porque aumenta  a variedade de tipos de mentes.

O gênio PODE ter super alto qi, mas na verdade, eu acredito veementemente, que teremos uma grande variação de pontuações de qi para diversos tipos de gênios. O gênio tende e geralmente será um super especialista.

genius_with_circles_light_rev2_2

Especialização remete à assimetria de pontuações de qi.

Não estamos falando apenas de ”curvas de sino” coletiva ou de populações mas também de curvas de sino individuais.

Os asiáticos, alguns dizem, tem uma curva de sino de distribuição de qi mais estreita e mais concentrada no meio do que a curva europeia.

Se isto for comprovado, então parte deste paradoxo será finalizado. No entanto, ainda não será suficiente.

A grande variedade de tipos de personalidade e inteligência em europeus reverbera em suas sociedades que serão mais complexas, com maior variedade de ocupações laborais e maior especificação.

Isto também reverbera na maior incidência de gênios, se a maioria deles são de super-especialistas cognitivos e se, uma maior variedade de especializações mentais, irá indubitavelmente resultar em maior variação de tipos extremos.

Todas as sociedades tem os seus especialistas, mas nas sociedades europeias, produz-se uma maior quantidade de especializações e  também com maior qualidade, leia-se, maiores níveis, assim como também existirá os menores níveis.

Alienação

Toda esta complexidade produzirá  gênios, os extremos de super-especialização que irão inovar a níveis significativamente grandiosos, mas que não será acompanhado pela inteligência da população. Portanto, o avanço da civilização trabalha contra o intelecto coletivo, porque a civilização ao aumentar a quantidade de mantenedores, necessita reduzir a capacidade desta massa a um nível em que a maioria possa ser distraída com entretenimento pouco exigente e que possa trabalhar sem se revoltar.

Aumentam a quantidade de engrenagens, diminui a capacidade holística individual, como por exemplo, de entender a realidade. Como eu sugeri em um texto anterior, a civilização ”precisa” da domesticação e esta se baseará no processo de especialização de funções. Mentes desfragmentadas são auto-induzidas para a alienação, porque não conseguem ver a ”imagem maior”. Isso não é verdade para os gênios, que apesar de serem super especializados, justamente por se localizarem em extremos, é que caminharão para desenvolver grande autoconsciência, mediante uma variedade de fatores ambientais e genéticos. A solidão do gênio, é um resultado de sua condição como um outlier, alguém que é tão mentalmente raro que dificilmente encontrará uma multidão de amigos para que possa compartilhar interesses e ideias.

O gênio também é uma mistura de domesticado com selvagem, assim como geralmente os criativos são.

Portanto, o gênio é um produto incompleto da domesticação, onde temos uma pessoa excepcionalmente talentosa mas que geralmente não será violenta ao nível de um criminoso, ainda que possamos ter os mattoides, que são gênios degenerados.

A alienação é um produto da introdução de sistema de crenças dogmático que substitui a realidade e atende aos interesses da elite.

O auge da civilização europeia que ocorreu mais ou menos no ano 2000, foi marcado pela continuidade da supressão de elementos não-domesticados, violentos ou não, dentro do tecido social. O resultado final da domesticação é a eliminação é a super especialização, onde cada um se especializará em funções muito estreitas, sendo que um grupo substitui a função que seria de um gênio. Por isso a propaganda bonitinha de ”trabalho em equipe”, o trabalho que apenas uma pessoa poderia pensar e elaborar, passa a ser feito por 5 ou 10 pessoas.

O gênio é como um artesão que produz o seu próprio trabalho enquanto que os mecanicistas super especializados são como os trabalhadores ”fordistas”, que estão especializados em funções muito estreitas, muito restristas.

A mente estreita, induz ao trabalho estreito que induz à capacidade igualmente estreita de ver o mundo. A alienação europeia ou branca, é o resultado deste processo de desfragmentação ”fordista” de funções dentro dos nichos ocupacionais.

O declínio das civilizações europeias ou caucasianas, é o resultado deste processo contínuo de coletivização de funções, onde uma pessoa exerce um trabalho muito específico, que deriva de sua mente, específica e desfragmentada.

A domesticação destrói a autoconsciência. O gênio tem um cérebro balanceado de civilização e selvageria. Talvez, a evolução humana se concentre justamente no epicentro de onde o gênio se localiza, ao invés da continuação da domesticação.

Sobre santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

GRUPO BARRETO / Desde 1988

Assista, comente, curta e compartilhe nossos vídeos do YouTube e GANHE vouchers conosco, consulte condições

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia Blog

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

REBLOGADOR

compartilhamento, humanismo, expressividade, realismo, resistência...

%d blogueiros gostam disto: