Por que o movimento do ”nacionalismo branco” é um fracasso e por que está primordialmente errado??

Agora pouco dei uma breve olhadela em um dos blogs que segui durante alguns anos, um blog cuja ideologia e a causa é a do nacionalismo branco. Faz algum tempo que desisti dos textos bem-escritos, grandes e com idealizações quase tão grotescas e psicóticas quanto aquelas que os seus antônimos adoram fazer. Os extremos se parecem. O dogma é o oxigênio de grupos extremistas.

Enquanto que os esquerdistas imaginam o seu admirável mundo novo à sua maneira, multicultural, tolerante, ao estilo Power Rangers ou Capitão Planeta, o que não seria tão ruim assim, apesar de ser uma impossibilidade sem que haja uma FORTE seleção, os direitistas extremistas fazem quase que exatamente o mesmo, imaginando um mundo idealizado E LONGE do mundo real e prático.

Os direitistas clássicos já apresentam uma tendência forte de exclusão de grupos díspares, estupidamente baseada em ditames da ”bíblia”, escritas por um punhado de autores, cujas as estórias estão muito mais para contos de fada ou fábulas antigas do que para qualquer outra coisa. Imaginemos como os direitistas extremistas, ou seja, os brancos nacionalistas estão a construir o seu paraíso na Terra, a sua sociedade perfeita.

Apesar de discordar significativamente dos esquerdistas, quanto aos métodos, às suas tolas crenças e pressupostos porcamente trabalhados, eu não discordo em quase nada, com relação ao que o socialismo tem pregado em sua essência.

O fim da hierarquia injusta, onde uma minoria ganha muito mais do que a maioria e fazendo menos de 20% do trabalho… atores, apresentadores, jornalistas, políticos… Sim, eu acho que o Mojica seria o político ideal para cada nação, especialmente se fosse menos esquerdista e mais ponderado em algumas questões. O tratamento correto a todo o ser humano, inclusive aos tipos psicopáticos, que como eu sugeri anteriormente, se poderia dar por meio da castração química, desde que identificado ainda na infância. O fim das generalizações, que quase sempre terminam por afetar diretamente aos indivíduos, ou seja, NÓS…

Eu poderia estar sendo incongruente ao dizer que sou contra a generalização pelo fato de ter produzido este texto. No entanto, eu não estou generalizando em relação aos brancos nacionalistas ou aos seus entusiastas, porque afinal de contas, eu sou um deles. Eu não sou exatamente o que poderíamos chamar de ”branco”. No máximo eu poderia me classificar como ”predominantemente caucasóide”. Mas eu sou favorável sim à causa branca, porque de fato, estamos assistindo ao início de uma tentativa deliberada do sistema para massacrar por vários meios as populações europeias ou de origem europeia.

A causa palestina e a causa branca tem o mesmo grau de relevância moral. No entanto, a maioria dos brancos nacionalistas pelo que parece, estão mais preocupados na vingança e/ou na volta do mundo como era antes, o idealizado-perfeito mundo conservador do que em ajudar a restaurar a sanidade oficial das nações afetadas assim como também, em buscar por meios CRIATIVOS, inovadores, para conseguir sustentar uma nação que respeite a dignidade humana e a razão, mas que também possa salvar da extinção demográfica as suas respectivas populações fundadoras.

Conservadorismo e hierarquia

Eu aprendi no neuropolitics que os conservadores são mais tolerantes com a hierarquia social do que os esquerdistas ou liberais. No entanto, eu tenho notado que muitos esquerdistas não parecem ligar muito para o fato de que as suas celebridades preferidas, daquelas que usam boina e que soltam frases politicamente corretas, vivem em mansões super-luxuosas, fruto de seus ”trabalhos” muito fatigantes, diga-se de passagem.

A tolerância pela hierarquia é uma característica animal, especialmente dos tipos betas mas também daqueles que sabem instintivamente que não serão bons governantes.

A maioria dos conservadores clássicos acham que é completamente normal que exista uma minoria de pessoas extremamente ricas e uma maioria infinitivamente menos endinheirada. Eles usam a desculpa da meritocracia. Mas nada justifica as diferenças descomunais de renda em praticamente todas as sociedades humanas.

A hierarquia BIOLÓGICA é natural, nascemos com características distintas, alguns serão mais valorizados por causa de suas características que atenderão à demanda contextual ou seja, de sua época ou de sua localização geográfica. Geralmente, os traços mais queridos pelos seres humanos, serão aqueles que serão mais valorizados, ou seja, a criatividade, a inteligência e a beleza.

No entanto, a hierarquia social e econômica tal como a vemos, NÃO É NATURAL e me espanta que muitas mentes racionais assinem embaixo como verossímil e lógico que alguns indivíduos detenham uma enorme proporção de poder do que os demais.

A maioria dos conservadores assinam embaixo. Se não é Deus, é a elite cognitiva ou será qualquer outro que alçarão para o pedestal e justificarão como ”meritocrático”. Pelo fato de sermos biologicamente desiguais, eu sou favorável sim para que a hierarquia JUSTA e VERDADEIRAMENTE MERITOCRÁTICa, como a imaginada por Aristóteles, possa ser construída em todas as nações humanas, onde os seres mais sábios poderão exercer os dons dos quais nasceram e endireitar as bilhões de existências temporárias de vidas humanas assim como também de vidas não-humanas.

Racismo

Existem pessoas boas em todas as raças humanas. É claro que dependendo do tipo de seleção que as populações humanas tem sido submetidas, nós teremos as manifestações de diferentes fenótipos comportamentais, no entanto, sempre com minorias. A ideia de ”bom” e ”mau” deriva de nossa moralidade, que foi forjada com o intuito de manter a ordem dentro da sociedade. A moralidade é uma poderosa manifestação de nossa auto-domesticação. E não há nada de errado nisso. Quem quer ter um tigre selvagem como animal de estimação??

O termo racismo, se aplicado de maneira inteligente e justa, poderia elevar nossas interações sociais e emocionais a um nível jamais imaginado, especialmente a nível coletivo. No entanto, as mentes potentes que produziram esta palavra-chave de nossa era pós-moderna, não a imaginaram como um artefato verbal apto para restaurar as relações humanas, de uma maneira que, não ocorressem mais generalizações e nem massacres que já mancharam mil vezes o nosso solo terráqueo. Esta construção ou foi pensada como um forma de mantra-matrix desde a sua concepção ou foi se degenerando significativamente ao longo do caminho. Eu acho que os dois aconteceram. Hoje está claro para as pessoas verdadeiramente inteligentes o que o racismo realmente significa. O racismo e europofobia são a exatamente a mesma coisa. Existem razões políticas poderosas quanto a estas construções simbólicas da liguagem. Visando neutralizar qualquer reação dos europeus e seus descendentes, joga-se de forma astuta, que não se deve fazer nenhuma consideração sobre outras variedades humanas, especialmente a subsaariana. É uma espécie de efeito boomerang. A intenção não é resguardar a dignidade abstrata-coletiva de uma população não-branca, mas a de calar a boca dos brancos dissidentes ou previamente acordados.

A maneira mais sábia para resolver esta questão seria justamente aquela que propus neste texto, em que se deve separar as abstrações coletivas em relação ao indivíduo assim como também a de se buscar uma visão mais holística e variada, baseando-se em múltiplas perspectivas.

No entanto, a maioria dos brancos nacionalistas não estão pensando da mesma maneira que eu estou. Os seus planos são muito simples, tomar o poder e impor uma ordem de terror, semelhante a mesma ordem ditatorial que os esquerdistas estão arquitetando desde a primeira revolução da plebe.

Generalizar e consequentemente trucidar as minorias que por ventura estiveram maciçamente do outro lado da força.

A diversidade faz a nossa força

O perfil do branco inteligente. A maioria dos brancos da fração inteligente são contrários aos pressupostos do nacionalismo branco.

A mídia tem feito um trabalho irretocável em criminalizar e demonizar qualquer tipo de orgulho branco ou mesmo de justiça objetiva a favor dos brancos. O exemplo mais significativo desta realidade é a situação atual dos brancos na África do Sul.

No entanto, o nacionalismo branco tem tido uma boa culpa neste fenômeno. O seu fracasso também tem sido irretocável e meus amigos, eu moro no Brasil. A maioria das pessoas, brancas, negras, asiáticas… não ligam se estão em Auckland na Nova Zelândia ou na Cidade do Cabo, na África, se há o mínimo de conforto, lazer e segurança, eles irão se agarrar a este pedaço de matrix tal como quando um faminto se agarra a um pedaço de pão.

Somos mestres em nos iludir, somos extremamente bons nisso.

O movimento branco nacionalista almeja dissolver as modernas sociedades ocidentais, lacrar as nações por dentro e produzir uma cultura ao estilo Esparta. Eu não sei qual foi o legado intelectual, cultural ou filosófico desta cidade-estado grega extinta, alguém sabe?? Não é necessário ter um baita qi, para ser aceito na Esparta de antes-de-cristo.

O homem branco inteligente geralmente é totalmente avesso a este retorno do mundo antes dos anos 50, por muitas razões, desde as culturais até as biológicas. Sabe-se que os mais inteligentes apresentam mais mutações, resultado da maior exposição do hormônio testosterona durante o período intrauterino. O socialismo não é apenas uma escolha e a maioria dos mais inteligentes o preferem ao conservadorismo.

Os conservadores clássicos ou são os religiosos dogmáticos, cheiradores de bíblia, ou são os atletas estúpidos, os estudantes do colégio que perseguem boa parte dos nerds e outros tipos de extremamente inteligentes.

O socialismo de fato, pode ser entendido como a última sociedade, no entanto, para que seja imposta, se torna necessário lutar contra a própria natureza.

O mesmo hormônio testosterona que produz gênios, termites, também irá produzir homossexuais.

A diversidade faz a nossa força, não, não faz a força dos brancos nacionalistas que a odeia… faz a força dos judeus. Veja como eles toleram a grande quantidade de tipos diferentes dentro de suas comunidades, por que será??

O princípio fundamental da sobrevivência coletiva É a diversidade. Quanto mais tipos diferentes, mais chances de despistarmos os predadores… mais saídas para becos sem-saída evolutivos.

Os judeus esbanjam sabedoria coletiva de sobrevivência por milênios e os brancos nacionalistas não entenderam que o  que pretendem fazer não vai acabar com os judeus. E nem deveria, tanto talento e capacidade não pode acabar, mas deve ser domesticada. Alguma engenharia genética para conter os ímpetos sociopáticos dos judeus em média, ou de direcioná-los para algo produtivo.

Homofobia

Negar que exista homofobia no mundo é como tirar um atestado de cego. Em qualquer lugar seja no Brasil ou nos EUA, zombar dos homossexuais, tratá-los como aberração e com escrutínio, é a ordem do dia. O politicamente correto conseguiu fechar a boca dos humoristas psicóticos sobre as nuanças potencialmente negativas dos negros, mas seu efeito é quase que irrelevante em relação aos homossexuais. Tem o efeito de uma brisa.

A imagem de Alan Turing, o gênio que inventou este aparelho que usamos para nos comunicar, é só um exemplo da grande proporção de homossexuais altamente inteligentes que tem revolucionado o mundo, para melhor mas muitos também tem ido para o lado negro da força. De acordo com muitos estudos sobre a genialidade humana, as mesmas forças evolutivas que a produzem também produzirão o homossexual e muitas vezes, os dois fenômenos poderão ser encontrados em um mesmo indivíduo.

É interessante pensarmos que o homem que tornou a internet possível, foi quimicamente castrado por seu governo, sob aplausos elegantes dos resquícios de vitorianos que ainda viviam em sua época e que hoje em dia, a maioria das pessoas estão inconscientes sobre a importância deste indivíduo em relação ao mais revolucionário meio de comunicação, assim como também sobre as implicações morais, como o entendimento elementar sobre a natureza homossexual e o respeito, igualmente elementar, básico… tratar bem o outro, esperando o mesmo tratamento.

Os brancos nacionalistas odeiam homossexuais e em suas terras prometidas, a condição será tratada como anomalia grave e será banida, por todos os meios possíveis. A antipatia conservadora em relação à homossexualidade é bem conhecida.

No entanto, se não fosse pelos outliers, não haveria civilização, não haveria tecnologia, não haveria com o quê ter orgulho, apenas da raça??

Amishstão

Tio Chico?? É brincadeirinha ok?

Se o nacionalismo branco vencer, não veremos mais a criatividade, a marca mais significativa da raça branca, nos fazendo ter orgulho, ainda que existencialmente tolo, de nossas vestes pálidas.

Se eles ao menos reconsiderassem e mudassem suas estratégias batidas, haveria grande possibilidade de restaurarmos as nações europeias, mas mantendo o seu fogo criativo aceso. Não há a necessidade do pensamento dualista, completamente oposto, afinal, quem irá vencer, seja com a vitória esquerdista ou com a vitória conservadora???

Eu acho que ninguém vencerá com qualquer uma destas ”vitórias”. Todos sairão perdendo.

Portanto, o fracasso dos brancos nacionalistas se localiza em sua incapacidade de conquistar o seu público alvo com sabedoria, perspicácia e criatividade, ao invés das habituais estratégias baseadas em vender o mundo conservador, de 60 anos atrás, como muito melhor que hoje, desprezando os direitos de dignidade humana de indivíduos minoritários, nem as mulheres e nem a fração inteligente irá se juntar às fileiras de apoiadores da causa, sem que seja imposto de maneira genuína uma real proposta de melhoramento da sociedade, baseando-se no bem estar geral, nas múltiplas perspectivas e na hiperrealidade.

Quando nossos pais nos dão sermão, com gritos e palavras de ordem, sabemos que entra pelo ouvido e sai pelo outro.

Falta tato, psicologia, sabedoria e empatia genuínas dentro do movimento.

Anúncios

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: