Esqueça tudo o que sabe sobre empatia, a única e verdadeira empatia é a HONESTIDADE

 
Eu sou contra o reducionismo científico quando  é inapropriado, por exemplo, se pretende resumir ou reduzir assuntos complexos. No entanto, eu também sou contra o exato oposto desta situação, ou seja, quando aquilo que parece fácil de entender, é sofisticado ao ponto de tornar-se algo complexo demais. É um excesso.

Um exemplo disto é a maneira como a ciência cognitiva bem como também a psicologia, tem tentado definir e medir a empatia. Virou moda entre profissionais da área e especialmente entre jovens curiosos como eu, se sujeitar aos famosos testes de personalidade. É estranho que o ser humano necessite de fazer testes arbitrários para tentar entender a si mesmo. Pois é, como eu sempre digo aqui, nada como o auto conhecimento combinado com perspicácia, para que possa desprezar estes métodos impessoais.

Como sempre acontece comigo, as ideias que estão bailar em minha cabecinha, de vez em quando tropeçam uma na outra, produzindo novas possibilidades, tal como por exemplo, a quase-obviedade de que a empatia possa ser resumida à honestidade.

Não há a necessidade de desenvolvermos um modelo ideal de personalidade, o carismático, o simpático, o altamente sensível, enfim, visando definir ou caracterizar a empatia, se somente um único componente, independente do fenótipo que esteja acoplado, já pode fazer todo o trabalho.

Eu não sei o que estás a pensar, mas eu acredito firmemente que empatia= honestidade. Se o indivíduo é mal humorado, ranzinza, tímido ou sociável isto não importa muito, contanto que ele seja honesto.

Existem muitos filmes de excelente qualidade que provam esta realidade, onde quase sempre temos o senhor de meia idade, a beira da velhice, ranzinza, resmungão, mal humorado, mas que demonstra honestidade com seus compromissos ou no tato com as pessoas. Sim, eles existem e geralmente são até mais honestos que a média, na minha opinião.

Portanto, independente do tipo de personalidade que o indivíduo tiver, o mais importante é ele ser honesto.

Não é um estilo de personalidade específica e rígida que determinará a cadeia hierárquica de tipos da empatia humana, mas somente um único componente, a honestidade, onde nota-se com muita clareza o tipo de atitude que se relaciona com ”se colocar no lugar do outro” ou ”fazer com o outro, aquilo que gostaria que fizesse com você”, e não é necessário ser uma gralha com sorriso largo pra poder ser empático.

Anúncios

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: