Sugestão para nova abordagem psicométrica, idade mental, características harmoniosas de personalidade e qi

Visando a reorganização da maneira como entendemos o intelecto, devemos acoplar nossas personalidades com nossas capacidades mentais se o ser humano não pode ser visto apenas como uma máquina animal, mas o mais importante, se a partir do momento em que recusamos centralizar esta perspectiva mecanicista de nós mesmos, então poderemos selecionar os melhores da espécie para as funções administrativas assim como também para todos os nichos de poder. Eu me recuso a compactuar com a ideia de que TODOS a partir do momento em que são alçados a um posto de poder e influência, serão passíveis de corrupção. Isto é negar a realidade quanto à variação fenotípica de comportamento que existe em nossas espécie. Portanto, as pessoas certas em posições certas, mediante a seleção pelos principais atributos do intelecto e da própria existência humanas, não só trabalharão em prol do avanço das sociedades como também nos darão uma visão real da verdadeira inteligência, que não pode ser apenas por qualidade técnica.

Se fôssemos como uma raça de chacais, eu poderia aceitar, enquanto hipotéticos predadores, que não haveria a necessidade de aparelhar inteligência cognitiva ou intelectual com inteligência de caráter ou baseado na mescla entre empatia e traços derivados da personalidade ”holística”, contrária à personalidade anti-social.

Sugestão QI – caráter (atributos positivos de personalidade)

No mundo de hoje, aprendemos que alguém com qi 150 é irremediavelmente mais inteligente que alguém com qi 110. No entanto, existem muitos fatores que não estão sendo levados, para que possamos fazer estas conclusões. Alguém com qi 110 mas provido de caráter, será muito mais útil para a sociedade do que alguém com qi 150 e com grave deficiência neste quesito. A falta de caráter, quase sempre se relaciona com egoísmo, com se preocupar apenas consigo mesmo. O epítome do egoísmo é o psicopata. Além deles, existem muitos gênios degenerados, que são os mattoides, providos de grande perspicácia e até mesmo, muitas vezes de grande capacidade técnica, mas que são desprovidos de caráter. A utilidade de uma elite cognitiva que só pensa em si mesma é a mesma de um pára-quedas furado, ou seja, nenhuma. Além de não serem úteis em melhorar as sociedades humanas, elas também irão trabalhar para piorá-las (se é possível piorar…) como nós estamos vendo hoje em dia e como sempre foi.

A ideia de que alguém destituído de caráter possa ser mais inteligente que alguém com grande caráter, é inconcebível pra mim. Como resultado eu estou agora propondo uma nova maneira de observar, analisar e quantificar o intelecto humano, menos como a velha e popularizada visão mecanicista de ”máquinas”, como os testes psicométricos tradicionais fazem e mais como a entidade completa que somos.

Portanto, a partir do momento em que alguém com grande inteligência e fraco caráter, passar a ser entedido como um ser deficiente, mediante a urgência do bem viver, da boa capacidade de socialização (de fato!), os qis superinflados dos mattoides que nos governam, serão cortados pela metade.

Mantendo as pontuações de qi como relevantes para a medição relativamente superficial das habilidades técnicas da humanidade, eu proponho que seja adicionado o fator caráter, como um peso a ser levado em consideração. Aquele que é mais capaz de melhorar a sociedade, de maneira objetiva, será o mais inteligente, por razões óbvias de utilidade.

A fórmula que proponho é muito simples

QI performance + ”caráter” (características positivas ou objetivamente harmoniosas de personalidade)

Para aqueles que pontuarem acima da média neste quesito

e

QI performance – ”falta de cárater” (características negativas ou objetivamente desarmoniosas de personalidade). Para os tipos que pontuarem alto em traços psicopáticos objetivamente desarmoniosos.

O caráter ou seria melhor, a falta de caráter, valerá até 50 pontos. Em média, a maioria das pessoas pontuarão pela metade, enquanto que os tipos psicopáticos pontuarão muito alto neste quesito.

Como resultado, um mattoide com qi performance 150, terá o seu intelecto subtraído pelo seu quociente de falta de caráter. Vamos imaginar que o hipotético mattoide pontue muito alto neste quesito, 50 em traços psicopáticos. Então, a sua média total de intelecto será subtraída em 50 pontos, resultando em uma média 100. A relevância de um mattoide na sua sociedade, visando a sua melhoria, será tão grande quanto a de um típico average joey americano, como comparação. A grande diferença entre os dois, é que o mattoide terá grandes chances de estar ocupando uma posição de relevância e influência na sociedade e portanto a sua capacidade para dar prejuízos é muito maior.

Vamos imaginar que o cidadão que pontuou 110 em qi performance, pontuou muito alto em caráter, como 50 pontos, como no outro exemplo, no entanto, baseando em traços não-psicopáticos. Então este cidadão veria o seu intelecto holístico ser aumentado em 50 pontos, atingindo 160 pontos. Alguém com grande caráter geralmente é uma espécie de gênio a semi-gênio.

Segundo os testes de qi oficiais, alguém com grande pontuação de qi seria também alguém com grande idade mental. Supostamente, atribui-se ao qi a sabedoria, visto que quanto mais alto o é, maior será a idade mental. Mas sabemos que não é bem assim.

Os mattoides são a prova viva daquilo que estou querendo dizer. Os testes de qi são menos aquilo que muitos psicólogos atribuem.

Muitos estudos tem encontrado que as pontuações mais altas de qi se relacionam com alguns traços como abertura para experiência e menos como conscienciosidade. O segundo traço é muito importante porque se relaciona com honestidade, empatia objetiva.

Se as elites cognitivas fossem realmente mais inteligentes, então não estaríamos no mundo em que estamos, com uma multiplicação de problemas básicos isso sem contar com a crescente desigualdade entre elite e as demais classes sociais.

Faz sentido que um mattoide de qi 150 e que pontue o máximo em traços psicopáticos, tenha uma idade mental reduzida para a de uma pessoa mediana. Este contraste entre falta de caráter e excesso de capacidade é o ditado ”DEUS NÃO DÁ ASAS À COBRA” se tornando realidade. Se a um típico medíocre, o homem do povo, lhe fosse dado uma grande inteligência técnica, é muito provável que ele a usaria de maneira pouco sábia.

O caráter está para a inteligência como o maquinista está para o trem. Não há dúvidas quanto a isso.

Portanto, apesar da inteligência técnica substancialmente mais baixa do segundo exemplo que demonstrei, ao estar constituído de grande caráter, este terá uma maior probabilidade de tomar decisões corretas e portanto sábias, a um nível muito maior do que um mattoide.

A sua idade será muito maior, porque a sua sabedoria, demonstrada pelo seu grande caráter, será muito maior do que a sua inteligência técnica. Um maquinista sábio saberá manusear qualquer trem.

O próximo passo será de identificar as características positivas de personalidade como também as negativas, derivadas do espectro de personalidade anti-social assim como também pensar em uma maneira de converter os resultados dos testes de personalidade nas pontuações que eu propus.

E ainda será um pouco mais complexo, visto que eu vejo uma relação não-causal mas correlativa entre sabedoria e psicopatia ou ”síndrome do predador”, como eu propus neste texto.

Anúncios

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: