Idade mental, caráter e inteligência

Uma raça ”superior”… que falta faz uns pontinhos de QI a mais. 🙂

Existe um fetiche considerável por parte da comunidade HBD bem como também em outros círculos psicométricos, em relação aos ”relatados” povos mais inteligentes do mundo. Leste asiáticos e ashkenazim são retratados como a luz da sabedoria no mundo, enquanto que estranhamente, a raça europeia é desprezada. Claro, as médias de QI mais altas nos dois povos, pressupõe-se, são motivos para admiração por parte destes círculos.

No entanto, o mundo não é tão simples assim não acham??

Primeiro, não está claro o quão superiores são as pontuações de QI entre OS povos europeus e os outros dois grupos, ou seja, os judeus ashkenazim e os leste-asiáticos. Por exemplo, um estudo com mais de dois milhões de estudantes no Japão por exemplo, encontrou uma média de qi em torno de 104. Alguns estudos encontraram uma média de qi em torno de 102 para os brancos americanos. Ao invés da mensagem fixa de ”QI asiático de 105 e qi europeu em torno de 99,100”, nós temos na verdade, uma grande variedade de tipos, especialmente dentro das populações europeias. A maior parte dos estudos sobre os judeus ashkenazim que encontraram médias de qi muito altas, foram realizados com grupos de amostra muito pequenos e muito bem selecionados. O melhor e mais completo estudo sobre o intelecto cognitivo dos judeus europeus encontraram uma média de 107 de qi, a estimativa mais baixa das que já haviam sido postuladas.

Segundo, não basta ter uma inteligência elevada. Também é de vital importância ter uma combinação harmoniosa de traços de personalidade, ou basicamente, um bom caráter. A imagem acima mostra um pouco do extremo pragmatismo que se caracteriza a mentalidade asiática, especialmente a dos asiáticos continentais. Não há nenhum problema em matar e comer o animal mais domesticado e companheiro do homem não acham??

Eu não preciso me estender quanto ao nível de caráter dos judeus ashkenazim, é claro, salvando muitas boas exceções, um número desproporcional de judeus definitivamente não tem caráter e muitos deles tem QIs superlativos. São os mattoides e eu já mostrei isso em um post anterior.

Terceiro, existem muitos erros metodológicos quanto aos denominados testes de inteligência, como o desprezo quanto às possíveis influências de diferenças mentais entre os grupos raciais, comparações entre estudos antigos, com o dobro de possíveis erros de metodologia assim como também as deficiências esperadas de testes de múltipla escolha ou baterias de subtestes que analisam somente a superfície das capacidades humanas.

O ser humano NÃO É APENAS a sua inteligência técnica, mas sim uma máquina orgânica, complexa que além de sua capacidade cognitiva, também está constituído por sua capacidade de juízo, de discernimento e de empatia, genuína.

Portanto não basta ter grande inteligência ou grande criatividade e ter um caráter minguante. O ser humano completo não é apenas o se talento intelectual.

IDADE MENTAL

Eu sugeri em um texto anterior, que os testes de qi sejam ou substituídos pela idade mental, ou a idade mental substitua o qi especificamente como abordagem psicométrica central, ou seja, que os testes de qi passem a ser considerados de maneira secundária como medida de avaliação completa de um indivíduo.

A inteligência humana necessita estar conectada com o caráter, para que possa estar completa. Se não somos robôs, então alguém com grave deficiência de caráter e com grande inteligência, é uma espécie de savant, com assimetria de elementos desfavoráveis ao convívio e à evolução da espécie humana.

A idade mental tem uma abordagem mais holística do que os testes de qi e leva em consideração uma série de aspectos muito importantes, tanto para a identidade humana quanto para a identidade da inteligência humana, como a autoconsciência. Alguém de grande caráter e grande inteligência ou criatividade, será o gênio completo, capaz de elevar ao nível mais alto as sociedades humanas e o seu próprio entendimento.

A idade mental também medirá o caráter e por exemplo, alguém de grande caráter, pontuará alto nesta categoria. Se a inteligência humana depende de vários fatores para estar completa, então alguém com deficiência em algum dos quesitos mais importantes, não será mais inteligente que alguém com maior harmonia entre eles. No entanto, o caráter deve prevalecer sobre a inteligência técnica, o fenômeno mattoide que não nos deixem mentir.

Como resultado, eu estou propondo neste breve texto, que os testes psicométricos atuais, sejam substituído por uma abordagem holística quanto ao intelecto humano, onde a avaliação técnica apenas, será substituída por uma avaliação completa do perfil de inteligência, personalidade e caráter de indivíduos e de coletividades.

A partir disso, eu espero que o fetiche pelas ”raças mais inteligentes” termine por ser extinguido em prol de uma abordagem mais racional e mais sábia.

Anúncios

About santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

23 responses to “Idade mental, caráter e inteligência”

  1. voza0db says :

    Hello 😉

    Bem… Os testes “QI” têm tanto valor ‘Q’uanto os ‘I’diotas querem que tenham!

    Pessoalmente têm tanta utilidade como os testes do Dogma “VIH/SIDA” (VS)… NENHUMA! Bem nenhuma também não. Tal como os testes do Dogma VS que só servem para obter LUCRO, estes também se enquadram nesta linha!

    E depois esta coisa de nos auto-denominarmos como “seres superiores” e “inteligentes” tem muito que se lhe diga! Ou o espelho é baço, ou o observador é cego!

    Be 😎

    • santoculto says :

      Aí, nos divergimos em partes…

      Os testes tem sim alguma validade, mas é menos do que a maioria dos entusiastas desta ciência gostariam que tivessem.

      É menos… como eu expliquei, acaso se o ser humano for uma espécie de robô, então, sim, nossas pontuações de qi são em partes, aquilo que nós somos. Mas ainda que fosse, não explicaria porquê os savants, que você deve saber, são excepcionalmente habilidosos em algumas funções muito específicas, geralmente apresentam pontuações muito baixas de qi. É mais complexo que isso.

      Também não concordo com o seu pensamento de se sentir superior ou não, bem, também é complicado fazer afirmações muito intensas sobre isso. É por isso que sempre advogo para as múltiplas perspectivas. Sim, nós enquanto seres humanos, apresentamos diferenças de traços. Alguns são altos, outros são baixos, alguns são magros, outros são fortes e outros são gordos. É a variação humana natural.
      Alguns tem olhos azuis, outros tem cabelos crespos, alguns são inteligentes, outros são sociáveis, enfim…

      O sentimento de se sentir superior é o próprio ego. Todo mundo se sente especial e até determinado ponto, todos estão corretos.

      Ainda, pra mim e talvez, sempre será, complexo demais, concluir qualquer coisa sobre estes assuntos.

      Mas o que eu percebo dentro da comunidade HBD (não sei se você já ouviu falar) é que o ego, muitas vezes supera a razão entre muitos deles.

      O livro de Lombroso sobre a genialidade é uma espécie de soco na cara daquele que acredita que inteligência extrema se relaciona com ajustamento social, saúde e aí sim poderíamos dizer, superioridade ”geral”, porque em termos relativos, todo mundo é melhor em alguma coisa, mas ”valorizamos” (o que não é bem verdade infelizmente) e é necessário valorizarmos a inteligência, se quisermos uma sociedade avançada.

      No entanto, a minha proposta aqui é recusar a ideia do homem apenas como uma máquina, onde se pode quantificar a sua inteligência tal como a de um computador. A idade mental é uma excelente opção, além de levar em conta os traços que como eu mostrei neste texto, tendem a ser desprezados pelos entusiastas pelos testes de qi, como o caráter.

      • voza0db says :

        Não vejo qualquer validade nos testes! Pouco me interessa se alguém chega ao pé de mim e diz “Tenho o qi x”, ou então “Aquele tem um qi de y”! Não me diz absolutamente NADA… ZERO… NICLES! Tudo meras invenções duns bacanos que ocupam o seu tempo catalogando os outros!

        Algumas das características que referiste não são de facto ideais para caracterizar os animais humanos “altos, outros são baixos, alguns são magros, outros são fortes e outros são gordos”, tudo isto depende da quantidade de energia e de acesso a nutrientes que o pessoal tem!
        No caso dos gordos o problema até é precisamente o excesso de acesso a energia 😆

        Mas já agora naquela parte de “magros, fortes e gordos” o que entendes por “fortes”?

        Ai :rool: livros! Não são coisa que leia muito… Então se passam das 20/30 páginas ARDEU! A Fada que o diga 😉

        Nós não somos de facto máquinas… Somos aglomerados de energia 😎

        • santoculto says :

          Somos aglomerados de energia autoconscientes, alguns muito mais, outros muito menos. Mas a partir do momento em que pensamos sobre o universo, isso nos faz pensar em o quão autoconscientes somos…

          Bem, existem pre-disposições genéticas, é algo que sempre digo aqui. A biologia vem antes que nossas ações. Portanto, existem sim grupos de humanos que são mais passíveis de desenvolver músculos, assim como também ,existem aqueles que tem uma melhor saúde do que os outros e estes fatores estão sobre predisposições genéticas. Por exemplo, se você tem mais testosterona, então terá mais chances de desenvolver músculos do que outro que tem menos.

          Eu não concordo com você sobre o QI. Como eu disse, é complexo, mas eles não estão errados, mas também não estão 100% certos e estão ainda muito longe de entender plenamente assim como também ver novos horizontes para esta ciência.

          Você disse que somos máquinas…. bem, então eu acho que podemos ser catalogados, partindo-se desta sua visão.

          Um teste de qi vai lhes dizer muita coisa sobre ti, da mesma maneira que uma balança de peso poderá também fazer o mesmo. Pode dizer muita coisa, mas não irá lhes dizer tudo.

  2. voza0db says :

    😆 Faltou-te ler o ‘não’!

    “Nós não somos de facto máquinas”

    Uma balança de peso só diz algo aqui, neste calhau a deslocar-se pelo vácuo a uma velocidade divertida, e neste espaço/tempo, e para quem se coloca em cima de tais objectos!

    Saindo do calhau o resultado da balança serve tanto como o resultado dos testes de qi!

  3. santoculto says :

    Eu não sou um ávido leitor, nunca foi, só muito recentemente que comecei a ler. Eu sou o tipo que gosta de imaginar, de criar e não ler, porque ao ler obras dos outros, você estão bloqueando a sua capacidade criativa em prol de suas habilidades semânticas. No entanto, vale a pena ler, se você tiver um pouco de conhecimento na língua inglesa, bem como no assunto em discussão.

    Aquilo que é amplamente divulgado sobre os pseudo-gênios da modernidade, os ”termites”, é quase que radicalmente contrário aos estudos dos gênios no século XIX e em séculos anteriores. Há algo de errado nisso e eu acho que é o endeusamento do trabalho de Terman nos anos 20, que se encaixa perfeitamente muitos ”termites” hbd.

  4. voza0db says :

    Sugestão!

    Sugiro a modificação das regras de comentários no que toca à “Discussion settings” campo ” Enable threaded (nested) comments ‘x’ levels deep” pois assim posso responder nos devidos locais!

    Assim como está quero responder aos teus comentários e tenho que largar aqui um comentário solto (como este), o que fica um verdadeiro caos! E como sabes o caos não existe no universo… Ele é perfeito, independentemente das nossas ultra-limitações perceptivas!

    Abr 😎

    • santoculto says :

      Como se faz isso??

      Tentarei modificar.

      • voza0db says :

        Assumo que tens o interface na língua PT-BR
        Assim aí vai:
        1º Ir ao menu lateral ‘Configurações’ e escolher o sub-menu ‘Discussão’
        2º A janela central surge com o título ‘Configurações de Discussão’
        3º Ir à divisão com o título ‘Outras configurações de comentários’
        4º Alteras o valor da caixa de cascata para os níveis que achares adequados (em tenho ’10’ o máximo) na opção:

        “Ativar “2” níveis de comentários agrupados por conversação (aninhados) ”

        mudas o “2” (ou o valor que tens) na caixa para outro maior…

        Desliza a tela até ao fim da página e clicas no botão “Salvar alterações”

        Abr 😎

    • santoculto says :

      Amigo Voz,
      eu gostaria de acatar as suas sugestões, mas eu sou analfabeto digital, não sei o que devo fazer,rsrs.

      Perdoe-me por isso. Bem, façamos o seguinte, quando quiseres pegar um fragmento do texto ou do meu comentário, o faça desta maneira para que o caos se organize.

      • voza0db says :

        se quiseres mando as instruções em imagens.

        • santoculto says :

          Ajudaria bastante. Explicando só por explicar eu realmente não entendo.

          • voza0db says :

            tens o interface em português?

            • santoculto says :

              O que é interface??

              rsrsrsrs…

              olha, se isto não te deixares irritado, eu gostaria de deixar como está. Agora vou sair da internet.

              Como eu lhe sugeri, quando quiseres retrucar meus comentários ou comentar o texto, o que com certeza será uma grande alegria, o faças por meio da cópia de algum fragmento, do texto ou de alguns dos meus comentários. Desta maneira, não ficará tão complicado entender.

              Por agora eu não vou modificar as regras para os comentários, mas quando voltar mais tarde, talvez o faça, se sua explicação for cabível ao meu nível extremamente baixo de intelecto para estas ações de teor técnico,rsrsrs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

renanbarreto88

Just another WordPress.com site

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pshelinha

Um pouco de mim..

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

%d blogueiros gostam disto: