Neotenia e TDAH???

Imagem

 

Estudos recentes descobriram que as crianças e adolescentes com TDAH (ou ADHD em inglês) amadurecem mais tarde do que os seus pares sem a condição. Um estudo recente encontrou uma relação genética entre TDAH e longevidade. Mas o que isso quer indicar??

Primeiro, as pessoas, incluindo os adultos, com TDAH, tendem a amadurecer mais lentamente do que os seus pares sem a condição.

http://www.additudemag.com/adhd/article/564.html

Amadurecimento lento é um traço neotênico, mais tempo com comportamental infantil, mais tempo de plasticidade cerebral, basicamente a manifestação orgânica do amadurecimento lento. Os lobos frontais dos TDAH continuam a amadurecer até os 35 anos. Jovens com qi mais alto tendem a amadurecer mais lentamente. Asiáticos tendem a amadurecer mais lentamente do que brancos que por sua vez amadurecem mais lentamente que os negros, em média, é claro. Asiáticos são a raça mais neotênica dentre as variedades humanas especialmente as suas cepas mais depuradas.

Segundo, os genes que predispõe à TDAH estão relacionados aos traços positivos de personalidade que predispõe algumas pessoas a viver mais. Os mesmos genes estão relacionados aos traços ”negativos” da TDAH como impulsividade. Algo realmente parece estar acontecendo aqui. http://news.uci.edu/press-releases/dopamine-receptor-gene-variant-linked-to-human-longevity/

Eu não sou o primeiro a suspeitar que as personalidades extremas estejam relacionadas com processos neotênicos. Gould e Lehrman. http://www.neoteny.org/

Eu não concordo que os asiáticos do leste sejam a raça mais neotênica, mas eu acredito que a maior variação de tipos entre os caucasianos pode resultar desde os tipos mais arcaicos até aos mais neotênicos. Portanto, alguns subgrupos de brancos europeus podem ser tão ou mais neotenizados quanto os asiáticos do leste.

Parece que algumas combinações fenotípicas tanto de personalidade TDAH-style quanto de capacidade cognitiva, pode não ter uma contribuição ambiental para fazer com que a maioria dos TDAH cheguem até aos 90,100 anos. No entanto, a pequena minoria de centenários (minoria em expansão) parecem reunir uma combinação harmoniosa dos traços comportamentais que podem de fato produzir a chave para levar  a uma vida saudável, por meio da prática de exercícios, atividades intelectuais, mantendo sempre uma perspectiva de vida positiva e se engajando nas relações sociais, de amizade, de amores.

Se com a replicação do segundo estudo, for encontrado uma relação robusta independente da região geográfica e variáveis genéticas específicas (de raça e etnicidade) então, é muito provável que estejamos conhecendo algumas possíveis evoluções do ser humano, por meio da continuação da neotenia. E a TDAH (assim como o autismo dentre outras variações) poderá se relacionar significativamente com isso.

Sobre santoculto

Email ataudecinzento@gmail.com

Trackbacks / Pingbacks

  1. Evolução não é como um passeio no parque | Santoculto - 2 de junho de 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

De:RefémdoDrDeus Para:Deprimente mundo Assunto:Denúncia de maus-tratos a pensadores

...e Deus criou a Ângela,desapontado com a nossa Eva.Apresento-vos o meu "disco rígido" ...

Castro456's Blog

O medo do nada

Delusions of Adequacy

And You Thought You Might Have Had Delusions of Grandeur

PARTO DE IDÉIAS

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Sócrates.

Pensar Novo

"Saber que você precisa mudar não é suficiente. Você precisa ter a coragem de fazer esta mudança." Robert Kyosaki

Mind Hacks

Neuroscience and psychology news and views.

Inside Perspectives

of Asperger Syndrome and the Neurodiversity Spectrum

Agoraphobia Subliminal Hypnosis

Come out of the woods, the dark, come into the light. As a recovered agoraphobic, I've designed these audios over many years in order to help you. Charles K. Bunch, Ph.D.

Antimidia Blog

Textos sem sentido, para leituras sem atenção, direcionados às pessoas sem nada para fazer.

REBLOGADOR

compartilhamento, humanismo, expressividade, realismo, resistência...

%d blogueiros gostam disto: